Livro-da-vida-2Nesta noite após um grande clamor de perdão e misericórdia do Espírito Santo, onde sentimos a presença poderosa de Deus que nos mostrou a presença de anjos em nosso meio; a pregação se deu pela leitura do livro de Atos dos Apóstolos 2, 1-15: “Chegando o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. Apareceu-lhes então uma espécie de línguas de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. Ficaram todos cheios do Espírito Santo e começaram a falar em línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem. Achavam-se então em Jerusalém judeus piedosos de todas as nações que há debaixo do céu. Ouvindo aquele ruído, reuniu-se muita gente e maravilhava-se de que cada um os ouvia falar na sua própria língua. Profundamente impressionados, manifestavam a sua admiração: Não são, porventura, galileus todos estes que falam? Como então todos nós os ouvimos falar, cada um em nossa própria língua materna? Partos, medos, elamitas; os que habitam a Macedônia, a Judéia, a Capadócia, o Ponto, a Ásia, a Frígia, a Panfília, o Egito e as províncias da Líbia próximas a Cirene; peregrinos romanos, judeus ou prosélitos, cretenses e árabes; ouvimo-los publicar em nossas línguas as maravilhas de Deus! Estavam, pois, todos atônitos e, sem saber o que pensar, perguntavam uns aos outros: Que significam estas coisas? Outros, porém, escarnecendo, diziam: Estão todos embriagados de vinho doce. Pedro então, pondo-se de pé em companhia dos Onze, com voz forte lhes disse: Homens da Judéia e vós todos que habitais em Jerusalém: seja-vos isto conhecido e prestai atenção às minhas palavras. Estes homens não estão embriagados, como vós pensais, visto não ser ainda a hora terceira do dia.” 

Destacamos aqui duas coisas importantes:

  • O estar cheio do Espirito Santo (CHEIO = que é estar repleto de algo e o ESPÍRITO SANTO = o DEUS que é doador de dons e advogado do homem)
  • O início da igreja (graça que faz dos homens parte da noiva de Cristo afim de que, sendo parte do corpo místico sejam todos constituídos discípulos de Jesus)

Assim, esses dois pontos são importantíssimos para que a graça se expanda, mas muitas vezes não vemos isso acontecer, por que encontramos uma grande quantidade de pessoas vazias, secas, quebradas onde o Espirito Santo não é percebido e muito menos sentido.

cheio-do-esp-stoSerá que somos vistos pelas pessoas como templos do Espírito Santo?

Será que exalamos a fragrância cristã através das nossas atitudes?

Nesse contexto, o Jesley fez uma simples e eficaz comparação onde disse que se a fragrância exala um cheiro que entrega quem somos, podemos dizer que somos uma rosa e que o nosso perfume (nossa fragrância) é o Espirito Santo, nós vemos a rosa, mas não vemos o perfume nós o sentimos, tal como o Espirito Santo.

Assim, nos perguntamos se nossas atitudes e maneiras, são capazes de exalar esse bom odor em meio a um mundo muitas vezes imundo e de odor apodrecido. Como cristãos, devemos escrever as páginas do nosso livro da vida com tintas perfumadas e de agradável odor para Deus, afim de que não venhamos a perder os dias de nossa vida. Muitos ao chegar neste tempo do ano (10/06/2017) olham para traz e se perguntam: Já é quase metade do ano. O que eu fiz?

O ‘mundo’ com seu odor fétido tem engolido nossos dias, temos vivido uma rotina diária e em muitos casos perdido as grandes oportunidades e alegrias da vida.

Vamos fazer diferente e viver a vida na graça e no poder do Espírito Santo e não sermos engolidos pelo passar do tempo.

Ricardo Mari