A Misericórdia Divina tem acompanhado o Ministério Mais de Deus ao longo dos anos e cada vez mais se torna parte do nosso chamado para amarmos e nos entregarmos a Deus. Conheça um pouco mais da nossa história. Às vezes, o Senhor nos permite alguns momentos de dificuldade para fazer-nos enxergar a onde ele quer nos educar e como Ele quer que nós o sigamos.

No ano de 2013, fiz uma pergunta ao Senhor sobre como nós do Mais de Deus deveríamos orar e aonde deveríamos nos firmar a nossa fé. Foi quando ao entrar na Igreja de Nossa Senhora das Graças me deparei com apenas uma luz acesa; mas não acesa porque alguém havia esquecido, acesa porque Deus queria que ficasse acesa. A única luz acesa da comunidade era a que iluminava o ícone de Jesus Misericordioso.

A partir desse dia, além da nossa devoção a Jesus Misericordioso, passou a fazer parte do nosso encontro a oração do Terço da Misericórdia.

Esse acontecimento, veio a ser uma confirmação dentro do Ministério Mais de Deus, visto que, ao apresentar o relatório anual do projeto no começo do ano de 2013, o Pe. João Alampe foi incisivo: “Falem da misericórdia, não condenem, falem do amor!” Essas palavras ficaram no meu coração, mas mesmo assim, passei vários dias querendo saber de Deus qual deveria ser nossa característica, qual deveria ser nossa devoção.

E ela estava ali, na Igreja de Nossa Senhora das Graças, a casa que nos acolheu.

Somos filhos da esperança, somos filhos da Misericórdia Divina e Jesus Misericordioso é o que todos nós do Projeto Mais de Deus devemos abraçar.

Ao comemorarmos a Festa da Divina Misericórdia, nos aproximamos do Amor e como Santa Faustina nos faz querer ser muito Mais de Deus.

Por consequência, acabam por fazer parte de nossa vida Mais de Deus algumas práticas muito importantes como:

  • A Oração do Terço da Misericórdia
  • A Oração das 3 horas da tarde (em memória da hora da morte de nosso redentor e salvador Jesus)

Ainda não podemos nos esquecer da Festa da Divina Misericórdia que celebramos todo domingo posterior a Páscoa da Ressurreição do Senhor e muito menos nos esquecer das obras de misericórdia como:

As Obras Corporais de Misericórdia

  •  Dar de comer a quem tem fome
  •  Dar de beber a quem tem sede
  •  Vestir o que está nu
  •  Dar abrigo aos peregrinos
  •  Assistir aos enfermos
  •  Visitar os presos
  •  Enterrar os mortos

 

As Obras Espirituais de Misericórdia:

  •  Dar bom conselho
  •  Ensinar os sem conhecimento
  •  Corrigir os que erram
  •  Consolar os tristes
  •  Perdoar as injurias
  •  Sofrer com paciência as fraquezas do nosso próximo
  •  Rogar a Deus por vivos e falecidos.

Ricardo Mari – Projeto Mais De Deus

Leia também: