Durante seu retorno do Azerbaidjão e Geórgia, papa Francisco foi questionado sobre o que queria dizer ao afirmar que a grande inimiga do matrimonio na atualidade seria à ‘Teoria de Gênero’?

Assim, o papa respondeu a pergunta do jornalista: “a doutrinação das crianças com a Ideologia de gênero é uma maldade”. E completou com o que disse um pai de família na França:

Um pai francês me contou que falava na mesa com os filhos – católicos eles e a esposa, católicos não tão comprometidos, mas católicos – e perguntou ao menino de 10 anos: ‘O que quer ser quando crescer? ’ ‘Uma menina’.

Foi assim que o pai percebeu que o livro da escola, induzia a teoria de gênero, o que vai contra o que é natural. Uma coisa é a pessoa ter essa tendência, essa opção, e também quem muda de sexo. Outra coisa é ensinar nas escolas esta linha para mudar a mentalidade. Isso eu chamo de colonizações ideológicas”.

Todas as pessoas devem ser acompanhadas do mesmo modo como Jesus as acompanharia. Quando uma pessoa tem essa condição e chega diante de Jesus, o Senhor não lhe dirá: Vai embora porque você é homossexual! Não!  Ele não dirá isso.

E após o papa concluiu explicando o que queria dizer quando disse sobre as crianças: “Eu me referi sobre a maldade que se faz hoje com a doutrinação da teoria de gênero.”

Ainda na entrevista o Santo Padre lembrou que em sua vida sacerdotal sempre acompanhou homossexuais: “Antes de tudo, acompanhei na minha vida de sacerdote, de bispo e até de Papa pessoas com tendência e também com prática homossexual. Eu as acompanhei e aproximei do Senhor, alguns não podiam, mas acompanhei e nunca abandonei ninguém, que isto fique claro.”

Fonte: Vaticano e ACI Digital

Equipe Mais de Deus