QuaresmaA celebração da quarta-feira de cinzas é marcada pela cruz que o católico recebe na fronte (cinzas que são obtidas através da queima das palmas abençoadas do domingo de Ramos do ano anterior). A imposição das cinzas serve para que possamos refletir o quão não somos mais do que ninguém e como o pó cinza aplicado em nossa fronte, também nós nos tornaremos “pó”.

Assim, através da expressão: “Convertei-vos e crede no Evangelho” e da extensão: “Lembra-te de que és pó e ao pó voltarás”, as quais recordam a inexorável finitude e a efêmera fragilidade da vida humana neste mundo, sujeita à morte.

Com esta celebração, os católicos abrem oficialmente o período quaresmal (quarenta dias até o domingo de ramos ou 46 dias até o sábado santo); período esse que é dedicado para jejum e oração

O Tempo Quaresmal

Esse tempo de preparação que antecede a Páscoa, e um tempo onde todos os cristãos são chamados a rever suas vidas:

  • Rever atitudes
  • Rever maneiras de agir
  • Rever pensamentos
  • Rever o conceito de vida que estamos tendo.

Através desse período de reflexão todos são chamados a uma vida mais próxima de Deus como:

  • Maior tempo de oração pessoal,
  • Tempo de oração devocional (Terços Marianos e Bizantinos)
  • Jejum e abstinência de alguma coisa
  • Leitura da palavra,
  • Práticas de caridade

Esse tempo de oração nos ajuda a participar do mistério de Jesus no deserto, sendo uma oportunidade ímpar para que cada um de nós ao refletir em nossa miséria possamos também mergulhar na misericórdia de Jesus. Enfim, não é tempo de prometer loucuras que não vamos cumprir, mas sim um período para decididamente melhorar progressivamente nossa conduta:

  • Sem deixei de ir à missa – passo a ir aos domingos.
  • Se parei de orar – volto a orar ao menos 5 minutos ininterruptamente no dia
  • Se orava 5 minutos – passo a orar 10 minutos
  • Se não rezava o terço – passo a orar
  • Se parei de ler a bíblia – dedico um tempinho para ler ao menos 1 capitulo por dia.

Assim, a quaresma serve par mortificar a nossa carne e nos ajudar a sermos mais humanos. A sermos mais amigos, a sermos mais família! Ela permite que possamos lembrar de nossas obrigações para com os outros enquanto cristãos. E é através da oração, do jejum, da penitencia e da esmola que aguçamos nossa afinidade, nossa ligação com as coisas de Cristo.

Quanto mais ligados a Deus, mais filhos nos tornamos, quanto mais distantes de Deus mais criaturas parecemos.

Afinal:

  • Somos Imagem de Deus (Ele é amor e somos reflexos desse amor)
  • E somos semelhança de Deus (no modo de agir)

O que fazemos reflete a quem pertencemos e a quem nos assemelhamos!

Então pense que a quaresma é a oportunidade para você refletir se está perto ou distante de Deus, se pertence ou não a Ele. Se as suas atitudes mostram que você é ou não é filho de Deus!?

Boa e abençoada quaresma!

Veja também: