A história de Trenton McKinley, não pode ser explicada pela ciência, apenas pela fé, pois foge à regra traçada por todos aqueles que não acreditam em fatores externos.

Trenton-3

O caso aconteceu no estado do Alabama (EUA), Trenton McKinley, um garoto de 13 anos, estava internado no hospital local, e aguardava apenas procedimentos médicos para a limpeza dos órgãos que seriam doados. Em estado de coma desde março, após sofrer um acidente com um reboque de automóvel que caiu sobre sua cabeça; os médicos foram claros e objetivos a seus pais dizendo que no máximo, o garoto, seria como um vegetal se saísse dessa.

Assim, sem mais esperanças, os pais do menino, concordaram com uma solução que ao menos amenizaria a dor da perda: permitir que algumas partes de Trenton vivessem em outas 4 crianças que precisavam de transplantes de órgãos.

Em seu período de coma, Trenton passou por várias cirurgias, teve falência dos rins e uma parada cardíaca, tendo ficado sem vida por cerca de 15 minutos, o que permitiu ser diagnosticado pelos médicos com morte cerebral.

Tudo estava certo para os procedimentos, quando um dia antes, o cérebro começou a dar sinais de consciência; no entanto, como os sinais eram intermitentes, os médicos consideraram como fase da atividade se findando e se preparavam para fazer o teste final de ondas cerebrais. Mantiveram os procedimentos, mas foram surpreendidos quando minutos antes do teste para o desligamento dos equipamentos – Trenton McKinley despertou.

Trenton-1

Trenton e sua mãe Jennifer antes do acidente

Para a mãe do garoto Jennifer Reindl foi algo surpreendente, e assim ela definiu a situação: “Não há outra explicação que não seja Deus. Não há. Até os médicos disseram isso”. 

Sem duvida alguma, este foi o maior e melhor presente para o dia das mães que a senhora Jennifer Reindl poderia ter ganho.

Equipe Mais de Deus