Cristo carrega a cruz (1600-05), el Greco

Cristo carrega a cruz (1600-05), El Greco

Infelizmente existem muitos cristãos que consideram os dias da Semana Santa como um tempo de passeios e oportunidades para descanso. Aproveitam desses dias para viagens, festas, comemorações particulares ou ainda para extravasar tanto na bebida como na comida.

Sem contar aqueles que até sabem da importância da semana, mas suas preocupações são com ovos de páscoa, a bacalhoada da sexta-feira santa e o bom almoço do domingo da páscoa a ser feito na casa de um parente ou amigo.

Sem agir com falsa moralidade ou hipocrisia, também não vamos dizer que tudo está errado e que é uma data para ficarmos trancados em casa sem respirar…

Mas a semana que se inicia com o Domingo de Ramos, é como muitos já diziam a semana maior, a Semana que dá sentido à nossa vida humana. Podemos até dizer que é a semana das semanas.

FIQUE SABENDO:

 A semana Santa foi instituída no ano 325 D.C., por ocasião do Concilio de Nicéia, bem como outras datas religiosas. Sendo assim, a Semana Santa que fora instituída passou a ser comemorada do Domingo de Ramos ao Domingo de Páscoa, quando até então eram apenas comemorados o Sábado de Aleluia e o Domingo da Ressurreição.

Por isso, todos somos chamados a guardar esta data (guardar significa reservar estas datas apenas para as coisas ligadas ao Senhor – claro que podemos ter outras atividades, mas sempre após termos cumprido e/ou que não nos impeçam de cumprir com nossos deveres cristãos)

MANDAMENTO DA IGREJA:

A igreja tem como um dos seus mandamentos exatamente o de guardar as datas cristãs.

 

Participar da missa inteira nos domingos e outras festas de guarda e abster-se de ocupações de trabalho

Ordena aos fiéis que santifiquem o dia em que se comemora a ressurreição do Senhor, e as festas litúrgicas em honra dos mistérios do Senhor, da santíssima Virgem Maria e dos santos, em primeiro lugar participando da celebração eucarística, em que se reúne a comunidade cristã, e se abstendo de trabalhos e negócios que possam impedir tal santificação desses dias (Código de Direito Canônico-CDC, cân. 1246-1248) (2042).

 

Os Dias Santos – com obrigação de participar da missa, são esses, conforme o Catecismo: “Devem ser guardados [além dos domingos]

  • O dia do Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo,
  • Da Epifania (domingo no Brasil),
  • Da Ascensão (domingo) e
  • Do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo (Corpus Christi),
  • De Santa Maria, Mãe de Deus (1º de janeiro),
  • De sua Imaculada Conceição (8 de dezembro) e Assunção (domingo),
  • De São José (19 de março),
  • Dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo (domingo), e por fim, de
  • Todos os Santos (domingo)” (CDC, cân. 1246,1; n. 2043 após nota 252) (2177)

Guardar essas datas serve para o cristão fortalecer a sua fé e acima de tudo reafirmar a sua adesão a fé cristã, é um ato de louvor e agradecimento a todo plano salvífico de Jesus.

Assim, ao celebrar os mistérios da Paixão, Morte e Ressurreição do Filho de Deus cada um de nós testificamos em nossas vidas a vitória do Cristo sobre a morte e sobre toda obra maléfica de Satanás.

Existem inúmeras datas que cada um de nós podemos aproveitar para descanso, viagens e outros afins. Aproveite e Viva bem, a sua Semana Santa, são apenas 7 dias que bem participados encheram a sua alma de muita alegria, e acima de tudo permitirão que você colha as bênçãos desta semana abençoada em sua vida!

Referências:

  • Fotos: pixabay e artbible
  • Livros: Catecismo da Igreja Católica

Veja também: