Sem-Título-1A transfiguração é sem dúvida alguma a manifestação mais plena da real essência de Jesus. Ao se revelar a Pedro, Thiago e João; Jesus mais do que mostrar quem ele realmente é, mostra aos discípulos um pouquinho da gloria celeste.

Quando refletimos sobre “O que foi a transfiguração de Jesus”, encontramos fatos que mostram um elevado grau de confiança de Jesus para com os três discípulos; lembrando que, confiança não quer dizer preferência afetiva sobre uma ou outras pessoas. Mas as vezes, até mesmo lá com os discípulos, Jesus sabia que os três eram ‘pau pra toda obra’.

Veja esses três textos bíblicos onde relatam ocasiões importantes que Pedro, Tiago e João estavam com Jesus:

01 – Na Ressurreição da filha de Lazaro – Aqui vemos um momento que Jesus se revela do que que é capaz. Assim, conforme relata o evangelista Marcos 5, 37-43 temos: “E não permitiu que ninguém o acompanhasse, senão Pedro, Tiago e João, irmão de Tiago. Ao chegar à casa do chefe da sinagoga, viu o alvoroço e os que estavam chorando e fazendo grandes lamentações. Ele entrou e disse-lhes: “Por que todo esse barulho e esses choros? A menina não morreu. Ela está dormindo”.

Mas riam-se dele. Contudo, tendo mandado sair todos, tomou o pai e a mãe da menina e os que levava consigo, e entrou onde a menina estava deitada. Segurou a mão da menina e disse-lhe: “Talita cumi”, que quer dizer: “Menina, ordeno-te, levanta-te!”. E imediatamente a menina se levantou e se pôs a caminhar (pois contava doze anos).

Eles ficaram assombrados. Ordenou-lhes severamente que ninguém o soubesse e mandou que lhe dessem de comer”. (Evangelhos de São Mateus 13,53-58 e São Lucas 4,16-30)”

É importante se atentar também que anteriormente a esse fato, Jesus já havia se encontrado com a hemorroíssa e todos os discípulos estavam juntos, mas no momento da ressurreição da filha do chefe da Sinagoga somente os 3 discípulos e os pais da menina acompanharam Jesus. E Jesus pediu que nada devia sair dali.

 

02 – Na agonia de Jesus no Getsemani – Os 3 discípulos foram os que estavam também com Jesus no dia de sua agonia. Eles foram os amigos que Jesus procurou para estar juntos no momento mais difícil de sua vida humana.

“Foram em seguida para o lugar chamado Getsêmani, e Jesus disse a seus discípulos: “Sentai-vos aqui, enquanto vou orar”. Levou consigo Pedro, Tiago e João; e começou a ter pavor e a angustiar-se. Disse-lhes: “A minha alma está numa tristeza mortal; ficai aqui e vigiai”. 35.Adiantando-se alguns passos, prostrou-se com a face por terra e orava que, se fosse possível, passasse dele aquela hora.”  (Evangelho de São Marcos, 14, 32-35) Eles foram quem Jesus pediu para vigiar e foram eles também que Jesus os encontrou dormindo

 

03 – Na transfiguração – Neste momento divino e glorioso de Jesus vemos Jesus o Senhor se mostrando como realmente é para seus amigos mais próximos.

“Seis dias depois, Jesus tomou consigo a Pedro, Tiago e João, e conduziu-os a sós a um alto monte. E 3.transfigurou-se diante deles. Suas vestes tornaram-se resplandecentes e de uma brancura tal, que nenhum lavadeiro sobre a terra as pode fazer assim tão brancas. 4.Apareceram-lhes Elias e Moisés, e falavam com Jesus.” (Evangelho de São Marcos, 9, 2-4)

Os apóstolos viram Jesus se revelar, e também dessa ocasião guardaram segredo. Eles estiveram com Jesus nos momentos de grandeza, dor e gloria.

Assim, a transfiguração deixa claro o grau de amizade que eles conquistaram de Jesus, não que os outros também não tivessem, mas esses demonstraram algumas coisas a mais, como:

  • Confiabilidade,
  • Prontidão,
  • Parceria,
  • Comprometimento,
  • Doação,
  • Dedicação,
  • Amizade e
  • Amor a Jesus.

Talvez ouso dizer que quando Jesus subia ao monte para orar, estes 3 homens deviam tê-lo acompanhado se não em todas na maioria das vezes.

Equipe Mais de Deus