Papa-Francisco-11No último dia 06 de outubro 2018, o Papa Francisco e 7.000 jovens se encontraram a Sala Paulo VI. O motivo: estarem juntos enquanto acontece o Sínodo dos Bispos que trata de como a igreja deve se aproximar dos jovens nesses novos tempos.

Os jovens reunidos com o Papa fizeram perguntas, mas Francisco, se absteve das respostas para não influenciar o Sínodo que que teve início no último dia 03/10 e vai até o dia 28/10.

Mas como Francisco é Francisco, não deixou os jovens na mão e preferiu deixar algumas perguntas para uma reflexão mais aprofundada:

Encontrar o próprio caminho: “sejam jovens em caminho olhando o horizonte, não o espelho” ou sentados no sofá. “Encontrem a si mesmos fazendo, indo em busca do bem, da verdade e do belo”.

Coerência de vida: “Sigam a estrada das bem-aventuranças. Não o caminho da mundanidade, do clericalismo, que é uma das piores perversões da Igreja.”

Não se vendam, não se leiloem: “Vocês não são mercadorias num leilão. Por favor, não se deixem comprar, não se deixem seduzir, não se deixam escravizar pelas colonizações ideológicas. Apaixonem-se pela liberdade de Jesus.”

 O testemunho concreto: “O populismo está na moda, e nada têm a ver com o popular. O popular é a cultura do povo. O populismo é o contrário: é o fechamento num único modelo. O amor é a palavra que abre todas as portas.

Levando os jovens a se questionarem e refletirem na vida, o papa alertou que esta é a resposta aos bispos.

Equipe Mais de Deus

Fonte: Vatican News