A América do Sul é Verde e amarela novamente. Depois de 12 anos o Brasil voltou a ser campeão da Copa América, coroando um excelente e difícil trabalho do técnico Tite e sem a maior estrela brasileira – Neymar Jr. A trajetória do Brasil coroou uma campanha sem derrotas e com apenas um gol sofrido enquanto o seu ataque fez 13.

Copa-America-19---A

Relembre como foram os resultados que fizeram de Brasil e Peru os grandes finalistas – clicando na matériaO Peru é o adversário do Brasil na final da Copa América

Como dissemos nessa semana sobre o subestimar o inimigo, o Brasil jogou um campeonato focado com um objetivo claro cuja a fixação era a de ocupar o podia que nas últimas edições estava aos cuidados do selecionado chileno.A vitória do brasil de 3 a 1 sobre o Peru, mostrou que o Brasil não subestimou o “inimigo” e fez a sua parte como falamos na nossa matéria “O que podemos aprender com a seleção do Peru que vai à final depois de ser goleada pelo Brasil”

Agora o Brasil tem 9 títulos e ocupa a 3ª colocação no número de títulos, atrás de Argentina com 14 e Uruguai com 15 conquistas.

A copa América de 2019 recebeu muitas críticas, principalmente dos jogadores, entre eles Messi, que questionou a idoneidade da competição que terá como sede em 2020 a Argentina (seu pais) e a Colômbia – onde acontecerá a grande final. (Talvez em represália pela falta de organização argentina na final da Copa Libertadores de 2018 – quando a final não pode ser realizada no estádio do River Plate e foi transferida para Madri)

Assim, alguma coisa se aprende:

  • Erros de arbitragem – Ao longo dos anos inúmeros países antes do VAR tiveram problemas e mesmo com o var não será possível que se elimine todas as falhas. No próprio jogo da argentina que deu origem no gol do pais portenho a bola foi reposta de uma falta rolando e não parada como presa o regulamento.
  • Faltam países na Copa que deveriam realmente fazer parte – Suriname e Guiana deveriam fazer aparte do Campeonato Sul Americano a fim de que, jogando com times melhores também possam crescer
  • A abertura – mais uma vez o Brasil deixou a desejar – um show fraco e uma coreografia insípida não empolgou.
  • O enceramento – prometido como continuação teve outro show apático, feito não sei pra quem e com uma coreografia confusa e sonsa.

 

Com a vitória do Brasil podemos tirar novos ensinamentos e ver que o que publicamos em nossa matéria “O que podemos aprender com a seleção do Peru que vai à final depois de ser goleada pelo Brasil”, mostra que quando não perdemos o foco alcançamos nossos objetivos.

Clique no link acima – em negrito – e releia um ensinamento que pode ajudar em muito a você entender os planos do inimigo.

Equipe Mais de Deus

Leia também: