A participação do Brasil nos jogos Pan-americanos de Lima 2019, ultrapassou todas as expectativas possíveis. Nesse Pan, o Brasil foi além das suas ambições, superou o Pan do Rio de 2007, realizado em nossa casa e que, cuja nossa classificação ficamos em terceiro lugar com 659 atletas.

PESQUISAS São Paulo 1963 Rio de Janeiro 2007 Lima 2019
Medalhas de Ouro 14 52 55
Medalhas de Prata 20 40 45
Medalhas de Bronze 18 65 71
Total de medalhas 52 157 171
Atletas 385 659 485

O conjunto da obra brasileira é tão expressivo que pode se dizer que a cada 8,8 atletas um teve uma medalha de ouro, e se formos avaliar os pódios brasileiros o índice é ainda melhor, quando a cada 2,8 atletas um esteve no pódio.

O que se viu foi garra e vontade de vencer nas competições individuais, algo nem sempre comum em nosso meio desportivo, já que em muitas participações do Brasil, era comum ver o valor que se dava para os esportes coletivos. No entanto, merecem destaques ao basquete feminino do Brasil que derrotaram a seleção norte-americano e ganharam o ouro e a seleção feminina de voley que também eliminou as americanas, mas, no entanto, foi eliminada pela Argentina.

Nos jogos Pan-americanos de Lima os 10 países com mais medalhas foram:

PAIS OURO PRATA BRONZE TOTAL
01 Estados Unidos 120 88 85 293
02 Brasil 55 45 71 171
03 México 37 36 63 135
04 Canada 35 64 53 152
05 Cuba 33 27 38 98
06 Argentina 32 35 34 101
07 Colômbia 28 23 33 84
08 Chile 13 19 18 50
09 Peru 11 7 21 39
10 Republica Dominicana 10 13 17 40
           

O quadro geral de medalhas nada mudou e a soberania americana continua inatingível, o que diminuiu foi a distância do Brasil para Cuba, que era de 546 medalhas ouro e agora são 524 douradas. Quanto ao Canada caiu de 127 para 107.

E em relação aos nossos Hermanos argentinos a diferença aumentou de 25 para 58 medalhas de ouro. O que garante a nossa 4ª colocação para o próximo pan a ser realizado em Santiago no Chile.

PAIS OURO PRATA BRONZE TOTAL
01 Estados Unidos 2064 1542 1107 4713
02 Cuba 908 620 596 2123
03 Canada 491 721 855 2067
04 Brasil 384 402 591 1377
05 Argentina 326 366 468 1160
06 México 258 324 565 1142
07 Colômbia 136 170 262 568
08 Venezuela 102 220 292 618
09 Chile 57 110 169 336
10 Republica Dominicana 39 76 129 244

 
O que conseguimos ver aqui foi o grande desempenho do time brasileiro em relação a anos anteriores, isso é muito importante pois valoriza o time Brasil, até mesmo porque, não se pode dizer que o Pan era fraco, visto que muitos esportes garantiam vaga para as Olimpíadas de Tóquio 2020.

Serve para nós um aprendizado de quem compete, afim de que venhamos a fazer o que fazemos com um proposito certo e objetivado em Cristo e na nossa salvação.

“Nas corridas de um estádio, todos correm, mas bem sabeis que um só recebe o prêmio. Correi, pois, de tal maneira que o consigais. Todos os atletas se impõem a si muitas privações; e o fazem para alcançar uma coroa corruptível. Nós o fazemos por uma coroa incorruptível. Assim, eu corro, mas não sem rumo certo. Dou golpes, mas não no ar. Ao contrário, castigo o meu corpo e o mantenho em servidão, de medo de vir eu mesmo a ser excluí­do depois de eu ter pre­gado aos outros.” (Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios, 9, 24-27)

Equipe Mais de Deus