sindicato-3No Brasil existem atualmente cerca de 16.000 sindicatos, com finalidades assistenciais e com finalidade que não servem para nada, são os chamados “sindicatos cartoriais”, cuja função é a de abocanhar uma fatia dos recursos provenientes da ‘contribuição sindical’. São os chamados sindicatos fantasmas ou de fachadas que funcionam como instituições, mas cujo número de filiados em muitas vezes não chega a 20 ‘trabalhadores’.

Essa ‘maquina’ sindical, no entanto, de nada serve, ou de nada beneficia os trabalhadores pois todas as suas supostas assistências e/ou atividades conveniadas ficam a quilômetros de distância de quem realmente precisa.

Para se ter uma ideia em 2013, o governo chegou a repassar cerca de 2 bilhões de reais para os 14 mil sindicatos existentes na época, uma quantia louvável que chamava a atenção de muitos aventureiros e oportunistas. Só no último ano do governo Lula foram criados cerca de 1714 sindicatos.

Separamos alguns exemplos de países e seus números de sindicatos registrados. (nota que também pode lá haver alterações no número de entidades)

PAÍS PESQUISADO

SINDICATOS

01 Brasil – (2017) 16.431
02 Reino Unido

168

03 EUA

130

04 Argentina

96

05 Uruguai

74

 

No ano de 2016, os sindicatos movimentaram algo em torno de 3,5 bilhões de reais, atualmente no Brasil há divisão sindical é a seguinte:

  • 11257 sindicatos de trabalhadores e
  • 5174 sindicatos de empregadores.

Nessa maquina sindical, você ainda encontra entidades que sua existência ou não,  de nada acrescenta ao trabalhador assalariado como o Sindicato dos Sindicatos do Estado de São Paulo, alem de outros que acabam por denegrir a imagem dos poucos que levam a atividade sindical a sério, afinal é possível encontrar organizações sérias que lutam pelos trabalhadores. No etanto a ação dos que de nada acresecentam faz com que os ‘Sindicatos já não reflitam confiança como antigamente’.

Além das divisões sindicais existem no Brasil as confederações, federações e centrais sindicais. Você pode conferir outras informações e ficar informado através de outras páginas como:

Fontes de pesquisa: