São Paulo embaixo d’água

As chuvas que caíram torrencialmente na capital paulista e grande parte da região metropolitana, desde a noite de domingo e adentraram a madrugada, fizeram mais uma vez com que São Paulo ficasse refém das águas.

A culpa disso?

Não é de São Pedro. A culpa disso é da ocupação desordenada e da falta de uma política de planejamento sustentável de cidade.

Sem isso a capital paulista, como outras cidades irão sempre continuar reféns das chuvas (que não são nossas inimigas) e assim somar cada vez mais milhões de reais em prejuízos para reconstruir e reformar e, que, poderiam ser investidos em outras necessidades.

E a pergunta que mais se faz é:

De quem é a culpa pelas enchentes e corredeiras que se formam em alguns lugares com as chuvas?

No link acima fizemos alguns apontamentos que mostram atitudes erradas. No entanto, na matéria “Cidades impermeáveis a maldição do nosso século”, abordamos outros pontos que nos ajudam enxergar e entender pontos importantes que estão sendo ignorados por décadas.

Precisamos tomar uma atitude, pois, sem uma determinação em fazer os problemas e os prejuízos apenas irão se avolumar e nada mais. E não adianta dizer que choveu demais, pois até mesmo chuvas de pequena intensidade são suficientemente capazes de deixar pessoas apreensivas e alagar vias em inúmeras cidades “modernas”.

Com a inundação dos rios Pinheiros e Tiete, São Paulo ficou parada, com inúmeras perdas financeiras, materiais e morais, sim nós escrevemos morais, já que as pessoas também sofrem pela impotência e pela perda de bens tão árduos de serem adquiridos. Foram mais de 62 pontos de alagamentos em todas as regiões da capital. Veja abaixo vídeo de um colégio invadido pelas águas:

Em plena segunda-feira São Paulo parou e continuou parada por horas e vai continuar parando outras tantas vezes, até que resolvam enfrentar o problema de verdade “desimpermeabilizando” as cidades e dado espaço para o solo respirar.

Veja abaixo o vídeo de um cidadão que postou na internet imagens da Marginal Pinheiros nesta segunda-feira, 10/02/2020:

Para recordar os estragos de BH no final de janeiro (cenas fortes) postamos o vídeo abaixo, assista:

Até quando vamos tampar o sol com a peneira e fingir que quando parar de chover não vai haver mais problemas?

Equipe Mais de Deus

Leia também: