Papa-Francisco-13Entre os dias 21 a 24 de fevereiro de 2019, o Papa Francisco vai liderar um encontro com bispos presidentes das Conferencias Episcopais da Igreja (CNBB de cada pais) para discutir a prevenção do abuso sexual de clérigos e a proteção de menores.

O problema do abuso de menores e a proteção dos menores que integram a Igreja, se tornou uma questão de honra para a Igreja nos dias atuais. Essa ferida aberta é hoje um problema de grandes dimensões que envergonha o papa e causa grandes estragos entre os católicos do mundo todo.

Francisco enfrenta uma avalanche de escândalos envolvendo bispos nos mais altos quadros do governo hierárquico da Igreja em todo mundo. Os maiores escândalos aconteceram na:

  • Irlanda,
  • Estados Unidos,
  • Chile,
  • Austrália,
  • Polônia,
  • França.

Esses casos chocaram a opinião pública, e nos Estados Unidos, fez com que a popularidade do Papa caísse de 70% para cerca de 58% (como se o Papa fosse o culpado), mas nesse caso o que pesou foi que alguns consideraram a atitude do papa como “acobertadora” e esperavam uma punição maior para o cardeal Theodore McCarrick.

O que fez com que o “Arcebispo Italiano pedisse renúncia do Papa Francisco”, na mateira que publicamos no dia 29/08 em nosso site. (ver link acima)

Diante de todo essa problemática causada, o encontro do Papa com os bispos deverá criar normas que impeçam crianças de serem molestadas e que talvez até impeçam seminaristas com possíveis tendências sexual desregrada a adentrarem em seminários, e até mesmo, deve acontecer que medidas punitivas mais pesadas sejam adotadas pela igreja.

Equipe Mais de Deus

Leia também?