Pela 8ª vez consecutiva a taxa de básica de juros (Selic), sofreu um corte por parte do Comitê de Política Monetária (COPOM). Com a redução anunciada no dia 17/06, quarta-feira, a taxa que estava em 3% passa a ser de 2,25%.

Com a redução de 0,75 ponto percentual, o Comitê pretende dar um novo e mais desafiador impulso a economia brasileira gravemente afetada por conta do coronavirus.

Com taxas menores o Banco Central visa estimular a economia brasileira concedendo empréstimos mais baratos para investidores. Entre os fatores que determinaram esse novo corte estão:

  • A pandemia do novo Coronavirus e
  • A baixa inflação

Assim, com juros baixos o Banco Central almeja um estimulo econômico e um aumento do consumo no Brasil, afim de que, novos empregos sejam criados.

No ano passado a inflação do Brasil foi de 4,31% e neste ano, a mesma está bem abaixo da meta de 4% que o governo determinou, até o momento a inflação está em -0,16 acumulado no ano.

Equipe Mais de Deus

Fonte: Banco Central