Venezuela-as-escuras-1A crise que assola a Venezuela parece não ter fim. Depois de passar quase 22 horas sem energia elétrica, mal os venezuelanos tentavam voltar a rotina e um novo apagão colocou uma parte do pais às escuras novamente. O que levou o presidente a suspender o trabalho.

Para o presidente Nicolás Maduro o acontecido é uma grande sabotagem da oposição liderada por Juan Gauidó. Já os oposicionistas afirmam que o que está acontecendo é só o começo de um de um sistema de transmissão que beira o colapso.

A Venezuela é dona da segunda maior hidrelétrica da América do Sul, chamada de El Guri e que se encontra do Estado de Bolivar. A hidrelétrica possui uma capacidade geradora inferior apenas a de Itaipu no continente sul-americano. No entanto, a falta de investimentos na manutenção e na transmissão de energia são os principais fatores que a oposição alega como responsável pelos apagões que estão acontecendo no país.

Nesta sexta-feira e também na quinta-feira inúmeros serviços foram afetados com a falta de energia e o que já era difícil com a energia se tornou quase que uma briga de sobrevivência para os cidadãos.

Isso retrata o triste momento por que passa o pais, herdeiro dos governos socialistas de Hugo Chaves e Nicolás Maduro, que destruíram a economia do pais, tornando um dos mais pobres do continente.

Vale lembrar que a Venezuela contou por muito tempo com o apoio dos presidentes Lula e Dilma (Brasil), Cristina (Argentina) e Correia (Equador), Evo Marales da Bolívia ainda que mais discreto, pois seu pais não tem condições de grandes ajudas, mantem uma relação cordial e amigável com o atual mandatário Nicolas Maduro.

Ainda nos perguntamos: Como tem gente que ainda consegue apoiar e falar bem de um presidente que afundou o pais que chegou a ser o MAIS RICO DA AMERICA DO SUL. Creio que só apoia esse governo quem tem a chance de morar num pais como o nosso e porque não conhece a realidade do outro lado da fronteira.

Equipe Mais de Deus.

Leia também: