Pessoas felizesJesus disse aos discípulos que o Espirito Santo seria o nosso consolador e nosso advogado e que ele mesmo precisava ir aos céus para nos envia-lo: “…Porque se eu não for, o Paráclito não virá a vós; mas se eu for, vô-lo enviarei”. (Evangelho de São João 16, 7)

Ele assumiu a responsabilidade de rogar junto a Deus para que não ficássemos órfãos e muito menos sem direção: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Paráclito, para que fique eternamente convosco”. (Evangelho de São Joao 14, 16)

Assim, podemos dizer que, o Espirito Santo, além de nos consolar e advogar em nossa causa dando-nos o conhecimento, está entre nós e em nós, para nos guiar. Ele é a bussola que aponta para o caminho certo.

Antigamente, os grandes navegadores entravam mar a dentro com uma bussola, afim de terem a noção de direção, hoje pessoas que realizam caminhadas e trilhas, também adentram matas e campos com uma bussola, caso se percam sabem ao menos a direção que precisam seguir.

  • Mas, e nós?
  • Como andamos?
  • Para que direção temos ido?
  • Quem tem sido o nosso orientador? Nosso coração ou o Espírito Santo?

Existem pessoas que escolhem o coração e o sobre ele a bíblia diz no livro de Jeremias 17, 9, que “Nada mais ardiloso e irremediavelmente mau que o coração. Quem o poderá compreender?”

Quantos de nós, já nos vimos traídos pelo coração ao se apaixonar pela pessoa “errada”, ou se perder por uma paixão. Sem contar aqueles que ao desejarem realizar algum projeto por pura vaidade perderam suas economias.

A mesma bíblia que muitas vezes renegamos, também vai nos instruir ao dizer que “todos os que são conduzidos pelo Espírito de Deus são filhos de Deus”. (Romanos 8, 14) não que os outros não sejam, mas quando se assume a postura de filho em qualquer instancia, a humana ou a divina, a pessoa vive mais próxima do pai. Um versículo antes, São Paulo é firme ao dizer que se viverdes “pelo Espirito, mortificando as obras da carne, vivereis”. (13)

Se queremos viver de verdade, precisamos dar abertura ao Espirito Santo, e isso significa ser dócil a ele e deixar se guiar por Ele. Quando damos essa oportunidade a Ele, abrindo-nos a uma vida mais regrada e mais devotada a Deus estamos dando os primeiros passos para esta espetacular vida que está escondida em Deus.

Experimente hoje falar com o Espirito Santo e convida-lo a fazer a diferença em sua vida. Convide-o amanha, depois, depois e depois, constantemente. E dia apos dia você verá a mudança interior que ele estará fazendo na sua vida. Uma coisa podemos te adiantar: Quem vive no Espirito, vive mais feliz! 

 Ricardo Mari – Equipe Mais de Deus.