Namorados cristãosSim o chamado namoro Santo, muito usado em comunidades de vida e principalmente nos Grupos Jovens da Renovação Carismática Católica (RCC) ainda existe. Não são todos os casais que levantam essa bandeira, principalmente quando um dos envolvidos não vive um estado de conversão. O propósito desse pratica é o de levar o jovem casal a viver a etapa do namoro sem atropelos.

O fato de estar namorando não quer dizer que o casal tenha que estar vivendo maritalmente, ou ser igual a todo mundo e fazer o que todo mundo faz. Em tempos de namoro livre onde o primeiro encontro muitas vezes termina nos finalmente e em meio aos perigos das DSTs, tomar uma atitude dessa, vale muito a pena.

Várias perguntas surgem com essa proposta e vamos responder com a maior simplicidade possível:

Como é possível levar um namoro sem o sexo?

Primeiramente o namoro é o momento do casal se conhecer, mas não quer dizer que seja necessário fazer o “test sex”. É preciso lembrar que o sexo envolve muito mais coisas do que imaginamos. Quando desde o início do relacionamento, envolve o sexo, a tendência dos casais e se fecharem e perderem a espontaneidade e a inocência.

E ainda, quando fazemos coisas fora do tempo certo, agimos como a pessoa que come uvas verdes não maduras, o gosto do amargo fica não só na nossa boca como no nosso coração e mente, nos acusando e nos afastando de Deus

Assim, para não cair nesse atropelo do namoro existem várias atitudes que nos ajudam:

1 – Faça um acordo, uma aliança com seu (sua) namorado (a) – Se você não quer apenas uma ficada, e sim uma experiência edificante para a sua vida, uma aliança entre você e seu (sua) namorado (a) e Deus, é uma ótima saída. Pois envolve momentos fortes com Deus como:

  • Irem a missa juntos,
  • Participarem de um grupo de oração jovem,
  • Construírem amizades jovens cristas,

Essas ações não só farão a diferença como os ajudarão a se firmarem mais no proposito feito com Deus.

2 – Evitem conversas com teor sexual – Uma coisa bem seria a ser evitada são as conversas de orientação sexual, principalmente a de alguns amigos (as), em que nas conversas enaltecem a predisposição a fazer de tudo com o namorado (a) e que quando em grupo cobram de você atitudes sexuais. Essas conversas tendem a alimentar e aflorar os nossos desejos em momentos inesperados e em muitos dos casos fora do tempo certo. Então evitar as conversas pornográficas ajudam a se manter firme.

3 – Evitem filmes com teor sexual – Hoje em dia existem muitos filmes e meios para se assistir filmes e vídeos mais quentes. Os filmes, são tão nocivos quanto as conversas, mechem com o nosso imaginário e também podem despertar em nós sentimentos e desejos que não condizem com o momento atual de nossas vidas.  Assim, evitar os filmes e sites de conteúdo erótico lhe ajudarão a permanecerem no proposito. Eles são uma porta para os comportamentos imorais e deturpação sexual em nossas vidas.

 

4 – Evitem ficar sozinhos – Ficar sozinho com a pessoa que estamos apaixonado (a) é uma delícia, e nos faz sentir-se à vontade e, às vezes até demais. Muito tempo sozinho, pode ser perigoso, existe um costume que está ficando cada vez mais comum que é o de namorar no quarto. O quarto é feito para dormir, e ficar trancado com ele ou ela, deitado juntinho, é dar munição para os hormônios se despertarem.

Se querem ficar sozinhos, o façam em lugares movimentados, como shopping, cinema, parques, etc…

 

5 – Cuidado com os carinhos mais ousados – Passar um tempo junto no escurinho com o namorado (a), quer seja num quarto, quintal, carro ou garagem, dá espaço para que a mão conheça outras partes, então para evitar atropelos impede de cair nesse complemento do item anterior. Afinal se não estamos sozinhos, evitamos contatos mais ousados.

 

6 – Orem junto – Muitas pessoas zombam de casais que frequentam a igreja ou que oram juntos, mas isso não tem problema. Leve isso na esportiva e vera o quanto é engraçado.

Todavia, quando os momentos entre você e sua (seu) namorada (O) ficarem mais quentes e começarem a sair do controle aproveite para dar um tempo, respirar e até mesmo orar um pouquinho. Quando estamos em Deus temos mais forças para vencer esse descontrole

 

Como enfrentar o problema?

As dicas acima, são um caminho muito bom para enfrentar e evitar problemas. Existem amizades que não são verdadeiras e você vai conhecer pelo tipo de atitude apresentada. Do mesmo modo que por um fruto se conhece a arvore, pelas atitudes de uma pessoa você sabe se ela é ou não temente a Deus. Se as ideias, as conversas e as opiniões não forem condizentes com aquilo que a boa moral católica pede; fuja dessa amizade ou até mesmo namoro.

 

As cobranças?

O mundo nos cobra de tudo, fique devendo algo para um banco ou para uma loja que logo você recebera uma cartinha.

Não se deixe cobrar por atitudes ou posturas que dessagram a sua moral, seus costumes e o seu Deus. Lembre-se: só fica na cobrança das pessoas aquele que está devendo alguma coisa, ou que, vive dando satisfação da vida para outras pessoas que não sejam nossos pais.

Quais os frutos dessa atitude de ter um namoro santo?

Assim, se conseguirem um namoro repleto de oportunidades de santidade, onde Deus está presente vocês poderão perceber o quanto a vida e boa e está além do sexo. Quando o namoro está em Deus, fica mais fácil de vivermos a liberdade que Cristo nos trás sem as acusações do diabo. Alegria, mansidão, bondade, temperança serão parte do cotidiano do casal.

Equipe Mais de Deus