Educaçaõ-2019-AEstudantes secundaristas, universitários e professores de todo o Brasil realizaram protestos em todos os estados do Brasil na manhã desta quarta-feira (15/05) e em mais de 140 cidades, contra os cortes da educação propostos pelo governo federal para o segundo semestre de 2019.

O protesto de nominado como “Dia Nacional de Defesa a Educação”, foi convocado pela UNE (União Nacional dos Estudantes) contra os cortes de verba nas universidades federais juntamente com sindicatos ligados a educação, sindicatos dos docentes entre outros, cuja abordagem também levantou a bandeira contra a reforma da previdência.

A pauta dos protestos

Eles protestam contra 30% no orçamento das universidades federais e também no corte de bolsas de estudo de pesquisadores de todo o pais.

As cidades envolvidas

Assim, a união dos dois grupos envolvidos pretendia e conseguiu reunir estudantes nas capitais brasileiras como:

  • São Paulo,
  • Rio de Janeiro
  • Recife,
  • Porto Alegre,
  • Brasília,
  • Belo Horizonte, entre outras.

As manifestações ocorreram em todas as capitais brasileiros e diversas outas cidades de expressão estadual e nacional, os estudantes saíram com faixas e cartazes e gritavam palavras de ordem. Desde a manhã desta quarta-feira as mobilizações se iniciaram e as concentrações se deram nas mais destacadas avenidas e áreas públicas das cidades envolvidas.

A grande maioria dos meios de comunicação e entidades envolvidas falam de cortes de verbas enquanto o governo, fala de contingência e/ou bloqueio dos gastos/verbas.

Vale lembrar que também os estudantes do segundo grau aderiram a paralisação ou foram obrigados a aderir a paralisação por parte das escolas que cancelaram as suas aulas.

Equipe Mais de Deus