Evo Morales – imagem do pronunciamento de renuncia

As 18hs deste domingo 10/11, o presidente boliviano Evo Morales renunciou a presidência da Bolívia. Sem contar com o respaldo das forças policiais desde sexta-feira, 08/11, e vendo a situação se tornar cada vez mais insustentável o presidente não teve outra alternativa.

Em seu pronunciamento o agora ex-presidente, disse ter sido vítima de “um golpe cívico, político, policial”; em tempo, Evo pediu desculpas “por ter sido exigente durante o trabalho”. Disse que não foi para ele, “foi para o povo boliviano. Seu vice-presidente Álvaro Garcia Linera, também renunciou.

Evo enfrentava vários protestos nos últimos dias, desde que de maneira irregular suspendeu a contagem dos votos da eleição presidencial do último dia 20 de outubro por um prazo de 24 horas. Na oportunidade, todos tinham a noção de que haveria um segundo turno, quando se findou o prazo a contagem estava finalizada e Evo era o vencedor.

Evo, havia convocado novas eleições, mas em nada diminuiu a situação de caos que a bolivia estava caminhando, no entanto, na tarde deste domingo o comandante das forcas armadas do pais fez um pronunciamento na Tv pedindo que o então presidente renunciasse para pacificar as ruas.

Equipe Mais de Deus