angry-man-274175_640Mais uma vez estamos falando dessa celebre e infeliz frase: Faça o que eu mando não faça o que eu faço! Tal frase é um desrespeito ao nominativo cristão de coerência e um dos mais péssimos exemplos do contra testemunho.

O assunto de hoje é coerência, uma palavra simples e muito complexa e que é definida pelo Dicionário Online de Português da seguinte maneira:

Coerência: 

  • Ligação de um conjunto de ideias ou de fatos cujo resultado é lógico.
  • Característica daquilo que tem lógica e coesão;
  • Descrição harmônica de ações, fatos ou ideias; conexão.
  • Comportamento constante; modo de pensar uniforme ou estável.
  • (Etm. do latim: cohaerentia.ae)

A frase citada acima, muitas vezes foi usada para justificar a base da ordem, a obediência que um filho ou uma pessoa deveria exercer a outrem, quando o mandante não exercita tal atividade, atitude ou costume.

Exemplos:

  • O pai que pega o filho fumando, não concorda com a atitude, mas que o mesmo exerce o hábito de fumar.
  • O pai que repreende o filho por dizer palavras improprias, mas que ele mesmo é relapso e mantem um linguajar vulgar.
  • O pai que não quer que o filho fale mal de uma determinada pessoa, mas que, no entanto, o pai mantem vivo o habito de criticar e falar mal de outras pessoas.

Tais atitudes são incoerentes e inapropriadas para nós cristãos, pois refletem uma maneira de viver adversa com os valores que prega ou considera. Como homens cristãos é muito importante e salutar que nossas atitudes sejam condizentes com nossos valores. Assim, que sejamos homens coerentes com o que falamos e professamos dizendo: “ Sim, se é sim; não, se é não. Tudo o que passa além disto vem do Maligno”. (Evangelho de São Mateus 5, 37)

Se nossas atitudes forem dignas de respeito e estiverem atreladas com o que pensamos, estaremos muito mais propensos a confiança da parte da pessoa que nos ouve. Isso é tão sério diante de Deus que Jesus nos exorta que nossas ações sejam luminosas diante dos homens: “Assim, brilhe vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus”. (Evangelho de São Mateus 5, 16)

Equipe Mais de Deus

Leia também: