facebook-1Nesta semana que passou o facebook, através do seu líder em Cibersegurança, Nathaniel Gleicher, anunciou a remoção de 87 perfis e 196 páginas da rede social alocadas no Brasil.

O facebook para isso alegou que estava fazendo uma rigorosa investigação.

Na verdade, há uns bons anos o facebook está se tornando ou se tornou uma empresa tendenciosa que já escolheu o seu lado, cabe aqui mencionar que na época da JMJ Rio, alguns facebook foram invadidos com fotos onde pessoas usavam crucifixos como objetos de prazer sexual. Na época fizemos uma reclamação sobre as imagens e recebemos como respostas que as imagens eram isentas de ação política e livres para expressão e que não infligiam o direito de se manifestar.

Parabéns! Os atos abaixo foram considerados normais, pois manifestam forma de se expressar:

  • Esfregar uma imagem de santo no órgão sexual ou
  • Usar um crucifixo no anus como se fosse um objeto sexual.

Isso não agride nada e, é normal. Agora ir contra os novos rumos da sociedade isso é desprezível, agride e tem se que respeitar.

Em nota o facebook, assim definiu o motivo pelo qual bloqueou as contas:

O Facebook dá voz a milhões de pessoas no Brasil, e queremos ter a certeza de que suas conversas acontecem em um ambiente autêntico e seguro. É por isso que nossas políticas dizem que as pessoas precisam usar suas identidades reais na plataforma. Como parte de nossos esforços contínuos para evitar abusos e depois de uma rigorosa investigação, nós removemos uma rede com 196 Páginas e 87 Perfis no Brasil que violavam nossas políticas de autenticidade. Essas Páginas e Perfis faziam parte de uma rede coordenada que se ocultava com o uso de contas falsas no Facebook, e escondia das pessoas a natureza e a origem de seu conteúdo com o propósito de gerar divisão e espalhar desinformação.

As ações que estamos anunciando hoje fazem parte de nosso trabalho permanente para identificar e agir contra pessoas mal-intencionadas que violam nossos Padrões da Comunidade. Nós estamos agindo apenas sobre as Páginas e os Perfis que violaram diretamente nossas políticas, mas continuaremos alertas para este e outros tipos de abuso, e removeremos quaisquer conteúdos adicionais que forem identificados por ferir as regras.

Nós não queremos este tipo de comportamento no Facebook, e estamos investindo fortemente em pessoas e tecnologia para remover conteúdo ruim de nossos serviços. Temos atualmente cerca de 15 mil pessoas trabalhando em segurança e revisão de conteúdo em todo o mundo, e chegaremos ao fim do ano com mais de 20 mil pessoas nesses times.

Contamos com as denúncias da nossa comunidade a respeito de conteúdos que possam violar nossas políticas e usamos tecnologia como machine learning e inteligência artificial para detectar comportamento ruim e agir mais rapidamente.

Uma pena que isso seja tendencioso e que quando ocorre a denúncia ela tem um peso. Foi assim em 2017, quando cerca de 50 páginas católicas foram tiradas do ar pelo simples fato de serem católicas. Prova disso, foi a resposta dada pelo senhor Mark Zukenberg, em sua ida ao congresso dos Estados Unidos, na oportunidade o fundador do Facebook, afirmou: “… o Facebook, junto com outras indústrias de tecnologia, está localizado no Vale do Silicio, que é um lugar extremamente de esquerda”

Essa é a respostas dada quando foi questionado sobre as páginas católicas retiradas.

Equipe Mais de Deus.