Frei-Raniero

Frei Raniero Cantalamessa – Capela Redemptoris Mater

No ano em que comemoramos o 5º centenário da reforma protestante, Frei Raniero Cantalamessa exortou que o mesmo não seja desperdiçado e que nem tão pouco permaneçamos prisioneiros do passado. Segundo o frei, não importa mais ficar tentando apontar quem estava certo ou errado. É preciso dar um passo a frente.

Os problemas que culminaram com o distanciamento de irmãos da mesma fé eram além de outros as indulgencias e a justificação. No entanto, hoje (citou o cardeal Kasper) está além de superar o sentido da culpa e se achegar a um Deus benevolente, o maior problema da atualidade é como dar novamente ao homem o sentido do pecado que desapareceu da sociedade.

Lembrou ainda que a justificação gratuita por meio da fé em Cristo deveria ser pregada hoje por toda a Igreja e com mais vigor. Em contrapartida ao estilo do homem atual que virou independente e que na sua pôs modernidade fabricada determina sua espiritualidade improvisada e tranquilizadora

E finalizou dizendo que:

  • não é que somos justificados pela fé, mas que somos justificados pela fé em Cristo;
  • não é tanto que somos justificados pela graça, mas que somos justificados pela graça de Cristo.

 É Cristo o coração da mensagem, antes mesmo que a graça e a fé. É ele, hoje, o artigo com o qual a Igreja está em pé ou cai: uma pessoa e não uma doutrina.

Fonte: Rádio Vaticano