Brasília - O relator, deputado Onyx Lorenzoni, durante audiência pública da Comissão Especial que analisa projeto de lei com medidas contra a corrupção (PL 4850/16). (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Visando desaparelhar o governo dos anos petitas e tornar a máquina mais ágil com pessoas simpatizantes do governo Bolsonaro, funcionários comissionados com ligação ao PT (Partido dos Trabalhadores) e demais partidos de esquerda serão exonerados de seus cargos no governo federal.
O anúncio foi feito pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que afirmou ainda que, as pessoas envolvidas “Ou afinam com a gente ou troca de casa, simples assim”. E afirmou que “não tem fundamento ter aqui o cara que é socialista, comunista ou qualquer outra coisa”. Deixado bem claro que “nós vamos despetizar o Brasil! ”

Alegando que houve um aparelhamento do estado nos últimos governos petista o governo federal dá início a um processo de mudança dogmática e circunstancial da identidade do governo Jair Bolsonaro.
O processo de exoneração terá início a partir deste dia 02/01, sendo que em todo o governo deve acontecer mudanças significativas baseadas em 4 pilares importantíssimo que são:

Reduzir a estrutura administrativa,

• Corte de cargos em comissões e funções gratificadas,

• Diminuição dos níveis hierárquicos e

• Melhor eficiência da entrega.

Deixando claro ainda que, todos os demais ministros seguirão como sugestão esse procedimento de limpeza partidária de suas pastas.

Calcula-se que ao longo dos governos Lula e Dilma mais de 100 mil cargos comissionados foram nomeados a partir de membros do partido dos trabalhadores e partidos alinhados com a esquerda e que agora, com um governo de direita perderam o sentido de estarem no governo.

Equipe Mais de Deus