Um anticorpo que ataca e neutraliza o vírus nas pessoas doentes, foi o que divulgou o Instituto Estatal de Pesquisas Biológicas de Israel – IIBR, ligado ao Ministério da Defesa.

De acordo com os pesquisadores, liderados pelo professor Shmuel Shapiro, “a fase de desenvolvimento do anticorpo foi concluída”, acrescenta a nota.

O anticorpo monoclonal

O estudo israelense utilizou anticorpos monoclonais, que são proteínas criadas em laboratório que se assemelham a anticorpos naturais que compõem o sistema imunológico. 

Os anticorpos se ligam ao vírus e o identificam para destruí-lo.

O texto não especifica se foram realizados testes em seres humanos.

Agora, o país prepara a patente para depois entrar em contato com empresas farmacêuticas e produzir em escala comercial. 

Pesquisas

Especialistas avisaram, em março, que o processo após o desenvolvimento de uma vacina em laboratório pode demorar pelo menos 18 meses para ela chegar ao mercado.

Equipe Mais de Deus