Jovem-e-a-quaresma-01A quaresma é uma ótima oportunidade para tomar uma decisão e mudar o modo de viver.

O catecismo da Igreja Católica – CIC 1.438 diz:  “esses tempos são particularmente apropriados aos exercícios espirituais, às liturgias penitenciais, peregrinações em sinal de penitência, privações voluntárias como o jejum e a esmola, a partilha fraterna (obras de caridade e missionárias) ”.

Assim, o start quaresmal se dá na quarta-feira de cinzas, quando se inicia o período de 40 dias onde a igreja nos convida a realizar várias dinâmicas espirituais tais como:

  • O jejum
  • A caridade e
  • A penitencia.

O primeiro passo para se abrir ao Espirito Santo e se preparar para viver uma boa quaresma, com busca a vivencia poderosa da Pascoa e a vida espiritual.

A quaresma é um tempo propicio para retomarmos a nossa vida de oração, buscando oportunidades para reacender o fogo dentro de nossas vidas, assim é fundamental ir na igreja, participando da Santa Missa e/ou do Grupo de Oração.

O Jejum:

A igreja nos convida a jejuar, não importa o tempo da quaresma, se proponha a fazer um jejum de um tipo de alimento, ou de ações cotidianas que você gosta muito. O jejum lhe ajuda a domar a carne e fortalecer o espirito, ele te ajuda a fortalecer a sua vontade.

A Caridade:

Se proponha a caridade, ajudar alguém, prestar algum tipo de ajuda, a caridade nos ajuda a sair da nossa indiferença, do nosso egoísmo e da nossa “maldade”. Quando nos propomos a ser caridosos Deus se alegra e nos fortalece espiritualmente.

Existem inúmeras ações caritativas que podemos fazer, ajudar pessoas que passam fome, dar uma cesta básica, levar comida há uma família que passa fome, ajudar alguém em um serviço.

A Penitência:

A penitencia é uma das práticas mais importantes da quaresma, o evangelho de São Mateus 4, 17 diz: “Fazei penitência, porque está próximo o Reino dos Céus”.  Podemos dizer que a penitencia é uma disposição moral que inclina o pecador a destruir e reparar os seus próprios pecados por constituírem ofensas a Deus. Desse modo, é fundamental identificar o pecado, ou os pecados que mais te atormenta, e se propor a lutar contra ele.

Enquanto o pecado é um ato de nossa própria vontade, a penitência se configura em uma arma que combata o pecado, se constituindo em um novo ato da vontade da pessoa com o objetivo de revogar o que está enraizado em nossas vidas.

Nunca é tarde para começar. De o start agora!

Conselhos bíblicos 2017: 01 – Coloque Deus em primeiro lugar na sua vida

Ajude outros a encontrarem essa oportunidade, compartilhe, divulgue as informações deste site.

Equipe Mais de Deus

Leia também: