Leopoldo Quezada, um militante político se desfiliou do Partido Democrata Cristão. O motivo: O Partido Democrata Cristão do Chile hoje, não é cristão. “

A decisão corajosa de Leopoldo foi influenciada também, pela decisão de um outro militante, o Senhor Alfredo Mataluna, que militou no partido por mais de 50 anos, que dias antes havia se desfiliado do partido, pelo fato de o “DC” passar a defender o aborto.

Para tomar a decisão depois de 30 anos de partido, Leopoldo refletiu nas atitudes de santos e mártires que defenderam com a vida a sua fé: “Pensei em São Thomas More, preferindo ser fiel às suas convicções diante de seu rei”. Pensei nas mártires japoneses do século XVI em mártires sírios, libaneses, assírios e agora preferia morrer a renunciar à sua fé “.

Para esta decisão Leopoldo afirmou:

“Eu não tenho escolha, eu tenho que carregar a minha cruz e ficar longe de este partido…. Tenho a impressão de que não serão muitos, mas eu ainda acredito em um projeto político social cristão e vou leva-lo com toda as minhas forças. “

Ele insistiu que “não posso continuar a pertencendo a um partido que, embora, em princípio, continua a anunciar isso, mas seu ato mudou sua ideologia. Partido Democrata Cristão do Chile hoje não é cristão. “

Esse exemplo de Leopoldo, deveria ser seguido por muitos que se dizem cristãos. Serve para repensarmos o quão temos vivenciado os valores cristãos em nossas vidas.

Fonte: La Tercera e ACI Prensa

Foto: Facebook