A candidata a vice-presidente na chapa O Brasil feliz de novo, Manuela D’Ávila, causou revolta nas redes sociais e tem agora um vídeo viralizado dentre os grupos católicos. A vice de Fernando Haddad, é confessa que não acredita em Cristo e se declara uma pessoa ateia. Até aí tudo bem, afinal de contas, certo ou errada, qualquer pessoa tem o direito de acreditar ou desacreditar naquilo ou naquele (Jesus) que bem entender.

Agora se dizer ateu e ir na Santa Missa e comungar é uma ofensa e um desrespeito que banaliza a Santa Missa. O episódio aconteceu na Paroquia Santos Mártires, no Jardim Ângela, periferia da capital paulista.

No vídeo acima foi possível ver a Senhora Manuela D’Avila, na fila da comunhão (ou ela só estava checando o teor do que se tratava a fila?)

Quando ainda era candidata a presidência Manuela já havia causado um certo desconforto ao dizer em uma entrevista que era contraria aos feriados religiosos, pois eles atrapalham a vida de pessoas que não são cristãs como ela.

Esse desrespeito tira o credito de toda a militância política dessa cidadã, visto que mostra o desrespeito da mesma, para com a instituição católica, deixando claro que vale tudo por um voto.

Abortista confessa, Manuela se declara defensora da tributação de drogas, condena no vídeo abaixo os cristãos terem feriados, no entanto a candidata se contradiz ao dizer nos 2’30’’, onde  ela se diz, timidamente, cristã e aos 2’47’’ ela se diz abertamente não cristã.

 

Mas ainda tem mais, em um outro vídeo, publicado no domingo 14/10, nas redes sociais sobre a comunista e ateia que participou da Santa Missa e comungou, uma mulher enquadra o padre que preside a celebração questionando sobre o motivo da permissão já que o catecismo condena quem defende o aborto. Sobre isso mostramos na matéria intitulada:

 Pode um católico votar em um candidato que defende o aborto?

Veja o vídeo onde o padre é questionado por uma fiél:

E agora?

O que a igreja vai dizer? Não estamos aqui para condenar ninguém, mas a situação é no mínimo embaraçosa, visto que a candidata questiona a igreja  e se aproveita de  uma festividade para fazer publicidade cristã.

Estamos de olho!

Equipe Mais de Deus