Caravaca-01Acontecido dentro da celebração da Santa Missa, este milagre espanhol de 1231, foi responsável pela conversão de várias pessoas do reino muçulmano de Murcia e toda a sua família se converteram ao catolicismo.
O Milagre Eucarístico de Caravaca de la Cruz nos apresenta a história da celebração de uma Missa milagrosa na qual Jesus apareceu dentro da Hóstia e um crucifixo que desceu dos céus.

Sobre essas aparições, existem inúmeros documentos históricos, entre esses documentos que relatam este Milagre o mais fidedigno é um testemunho da época, fornecido pelo historiador franciscano padre Gilles di Zamorra, que trabalhava para o rei São Ferdinando.

Sabemos com certeza que um sacerdote católico, o padre Gines Pérez Chirinos de Cuenca, foi viver entre os mouros do reino de Murcia com a intenção de pregar o Evangelho. Ele, porém, foi capturado e conduzido à presença do rei mouro Zeyt-Abu-Zeit quem o interrogou sobre alguns aspectos da religião cristã. Particularmente o rei queria saber mais sobre o significado da Santa Missa. O sacerdote explicou detalhadamente a importância da Missa e o rei, fascinado com a pregação do frade, ordenou-lhe celebrar uma. Mas, como o sacerdote não tinha os materiais litúrgicos necessários para a celebração, o rei mouro mandou que alguns dos seus homens os trouxessem de Cuenca, povoado vizinho e território cristão.

Caravaca-02Na correria para preparar a Santa Missa, os homens esqueceram da Cruz que deve estar sobre o altar durante a celebração e o sacerdote sem dar-se conta da sua ausência, começou a Missa, mas quando ele percebeu que faltava a Cruz parou a celebração.

O rei perguntou qual era a razão daquela perturbação e o sacerdote respondeu que faltava a Cruz; o rei disse imediatamente disse: “Não será aquela? ”

Naquele momento, dois anjos colocavam uma Cruz sobre o altar e o sacerdote comovido, deu graças ao Senhor e continuou a celebração com alegria. Mas o Milagre não acabou! Na hora da consagração o rei viu que no lugar da Hóstia estava um belíssimo Menino que olhava para ele com doçura.

Depois de ter presenciado esse evento milagroso o rei e toda a sua família se converteram ao cristianismo e foram batizados. Zeit-Abu-Zeyt passou a chamar-se Vicente e a sua mulher Helena.
Daquele dia em diante, 3 de maio de 1231, o povoado passou a chamar-se Caravaca de la Cruz. Recentemente a Santa Sé concedeu o Ano Jubilar a Caravaca de la Cruz, que significa que ela é a quinta cidade do mundo, depois de Santiago de Compostela, Santo Toribio de Liébana, Roma e Jerusalém, que pode celebrar o Jubileu Perpétuo (um Ano Santo cada sete anos in perpetuum) no Santuário onde a “Vera Cruz” é custodiada.

Oração para pedir proteção à Cruz de Caravaca

  • “Pela Santíssima Cruz em que vós, Nosso Senhor Jesus Cristo, padeceste e morreste, salvai-nos.
  • Estendei sobre mim a vossa graça. Dai-me a colher os frutos da cruz, símbolo do Vosso Sacrifício.
  • A vós suplico proteção, pela Santa Cruz de Caravaca e aos Vossos pés me abrigo. Valei-me, pela minha fé.
  • Assim seja, Ámen.”

Equipe Mais de Deus

Referencias:

  • Livros: O milagre e os Milagres Eucarísticos
  • Sites: The real presence, lacruzdecaravaca.com

Veja também: