Pintura do milagre de Offida

Esta Manifestação Sobrenatural também poderia ser chamada de Milagre Eucarístico de Lanciano II (número dois), porque embora denominado Milagre de Offida, na verdade aconteceu em Lanciano.

O milagre eucarístico de Offida ocorreu em 1273, na igreja de Santo Agostinho, quando na oportunidade uma hóstia se converteu em carne e sangue.

Vários documentos narram esse acontecimento, entre eles um texto escrito pelo notário Giovanni Battista Doria em 1788. Além, de vários documentos como as diversas bulas papais, com destaque para:

  • A bulas papal de Bonifácio VII (1295) e a
  • A bulas papal de Sisto V (1585);
  • As intervenções de Congregações romanas;
  • Os decretos de Bispos;
  • Os estatutos municipais;
  • Os dons votivos;
  • Afrescos;
  • Epígrafes;
  • Inscrições;
  • Lápides e
  • Testemunhos de historiadores ilustres, entre eles Antinori e Fella.

Em Lanciano, no ano de 1273, uma mulher chamada Ricciarela querendo reconquistar o amor do seu esposo Giacomo Stasio, procurou uma bruxa da cidade quem lhe aconselhou roubar uma Hóstia Consagrada, colocá-la no fogo e depois que a Hóstia tivesse sido reduzida a pó, a espalhasse na comida do marido. Mas, no momento em que a Hóstia foi ao fogo, converteu-se em carne. Ricciarella, amedrontada, pegou uma toalha de linho e envolveu a telha que continha a Hóstia e enterrou-a no estábulo do marido.

Começaram assim, então, a acontecer coisas estranhas: a mula de Giacomo todas as vezes que entrava no estábulo se prostrava na direção do lugar onde a Hóstia estava enterrada, parecia até que queria adorá-la. Giacomo começou a pensar que a esposa tivesse enfeitiçado a besta. Sete anos depois, Ricciarella, cheia de remorsos, confessou o seu sacrilégio ao frade Giacomo Diotallevi, nativo de Offida, Prior do convento de Santo Agostinho em Lanciano. “Matei Deus! Matei Deus!”, gritava a mulher aos prantos. Depois de escutar toda a história, o frade foi ao estábulo e viu que as Relíquias envolvidas no lenço estavam intactas.

Relicário

De acordo com antigos relatos, para conservar a Sacra Hóstia, os membros da cidade de Offida, decidiram construir um relicário em forma de Cruz. Frei Michele Mallicani e um irmão foram a Veneza e quando chegaram na cidade, fizeram que o ouríve jurasse que não contaria a ninguém o que iria ver e colocar na cruz. Quando o ouríve segurou a copa com a Hóstia milagrosa, de repente sentiu-se febril e exclamou: “Que coisa me trouxestes, meu bom frade!”

O religioso, então perguntou se ele estava em pecado mortal, o ouríve respondeu que sim e se confessou naquele mesmo momento. A febre então desapareceu e sem problemas segurou a copa, pegou a Hóstia e a guardou junto ao Sagrado Madeiro na cruz, como se vê claramente ainda hoje. Os relicários da telha e do lenço manchado de sangue com a Cruz que contém a Hóstia milagrosa estão expostos na Igreja de Santo Agostinho em Offida. A casa de Ricciarella em Lanciano foi transformada numa pequena capela.


Em 1973 se celebrou o VII centenário do Milagre e todos os anos, no dia 3 de maio, os cidadãos festejam o aniversário do Prodígio.

Equipe Mais de Deus

Referencias:

  • Livros: O milagre e os Milagres Eucarísticos
  • Sites: The real presence

Veja também: