Chile-2018O Papa Francisco, desembarca na próxima segunda-feira, (15) em Santiago (Chile), no entanto, sua visita tem sido antecedida de ataques contra igrejas além da ocupação da Nunciatura Apostólica (local onde o papa ficara hospedado)

As igrejas atacadas foram:

  • Igreja Santa Isabel de Hungria – porta da igreja foi queimada
  • Paroquia Emanuel dos Santos Apóstolos – uma bomba foi lançada contra a igreja causando destruição na frente do edifício (janelas e porta)
  • Capela Cristo Vencedor – Bomba lançada contra a igreja – não houve estragos.
  • Santuário de Cristo Pobre – Vasilha com combustível fora deixada na entrada (talvez o plano de incêndio tenha sido abortado, por dificuldades dos mentores). Nesta igreja uma pichação foi deixada com os seguintes dizeres: “Para o papa 10 bilhões e os pobre morrem nas cidades”

No entanto, as ameaças ao Papa, são o que causam maiores preocupações as autoridades chilenas. Um panfleto fora deixado em algumas igrejas com a seguinte mensagem: “Liberdade a todos os presos políticos do mundo. Wallmapu (território Mapuche) livre. Autonomia e resistência. Papa Francisco, as próximas bombas serão na sua batina”.

Após esses atos, o governo vê a necessidade de um reforço na segurança do Papa.

Vale lembrar que ainda que seja um religioso, o Papa Francisco também e um chefe de estado, por governar o “Estado da Cidade do Vaticano”; e assim, quando viaja é recebido na formalidade que gere as relações entre países.

Fonte: Radio Vaticano

Equipe Mais de Deus