Ao chegar ao Japão, Francisco iniciou este sábado (23/11) a segunda etapa desta sua viagem apostólica internacional, após ter visitado a Tailândia. No primeiro e último compromisso do dia, o encontro com os bispos da Conferência Episcopal do País do Sol Nascente.

O Santo Padre foi acolhido pelo vice-primeiro-ministro japonês, por bispos e clero e por cerca de cem estudantes das escolas católicas com uma mensagem em espanhol de boas-vindas ao ilustre visitante. Logo em seguida manteve um rápido encontro privado na Sala Vip 3 do aeroporto com o vice-primeiro-ministro nipônico.

Do aeroporto o Pontífice transferiu-se para a nunciatura apostólica, situada no bairro Shiyoda da capital japonesa, onde tem lugar um encontro com os bispos da Conferência Episcopal do País do Sol Nascente, que reúne os prelados das três arquidioceses metropolitanas e das 13 dioceses sufragâneas do Japão.

O lema escolhido para a viagem é significativo: “Proteger toda a vida”,e é uma mensagem particularmente importante para a sociedade japonesa.

Papa em Nagasaki

Papa deposita flores em Nagasaki

Na cidade infligida pelo mal da bomba o Papa convidou as pessoas a pensarem num mundo melhor sem os perigos da corrida armamentista. Conclamou também as pessoas a pensar na implantação de uma agenda para 2030 onde deve ser pensado o desenvolvimento sustentável, na busca pelo desenvolvimento do homem na sua integralidade.

Por fim convidou as pessoas para rezarem a oração de São Francisco de Assis

Senhor, fazei de mim um instrumento da vossa paz.
Onde há ódio, que eu leve o amor;

Onde há ofensa, que eu leve o perdão;
Onde há dúvida, que eu leve a fé;
Onde há desespero, que eu leve a esperança;
Onde há trevas, que eu leve a luz;
Onde há tristeza, que eu leve a alegria.

Equipe mais de Deus