O que é

A palavra advento vem do latim Adventus: “chegada”, do verbo Advenire: “chegar a” é o primeiro tempo do Ano litúrgico católico, o qual antecede o Natal. Assim o Advento é um tempo litúrgico de preparo para a celebração do nascimento de Jesus.

Ele tem início quatro domingos antes do Natal, tendo seu início no domingo mais próximo a festa de Santo André (30 de novembro). O avento se dividi em duas partes distintas assim:

Na primeira parte a igreja é convidada a meditar sobre a segunda vinda do senhor e sua parusia, bem como as coisas proeminentes do fim dos tempos

  • 1º domingo do Advento: O domingo da vigilância – fala sobre a vinda de Jesus no final dos tempos e por isso somos chamados a nos converter.
  • 2º domingo do advento: O domingo da conversão – somos chamados a preparar os caminhos do senhor.

Na segunda parte que sãos os domingos mais próximos do natal a liturgia está focada no nascimento do menino Jesus

  • 3º domingo do advento: O domingo da alegria – é um dia de celebração os paramentos são róseos porque se aproxima a celebração do nascimento de Jesus.
  • 4º domingo do advento: O domingo da esperança – neste dia a figura central é a mãe de Jesus, Maria. Como ela somos chamados a espera com muita fé o nascimento do menino Deus.

As igrejas são decoradas com as coras do Advento e se acende uma vela a cada domingo. Do mesmo modo, os paramentos do sacerdote e as toalhas do altar são roxos, como símbolo de preparação e penitência. A exceção é o terceiro domingo, o Domingo Gaudete (da alegria), no qual pode se usar a cor rósea.

Para que serve

O advento serve para que nos preparemos para o Natal, é um tempo de reflexão de olhar para si e refletir se estamos vivendo de forma correta. A missa fica mais introspectiva – não sendo proclamado o canto do glória.

A igreja é cheia de símbolos e assim no advento somos chamados a refletir no quanto nossa vida será mais completa quando Jesus estiver presente – o que vai acontecer no dia de Natal, como um prenuncio do dia da gloriosa vinda do Senhor.

Nesse tempo de advento a igreja também nos convida a pensar que o mais importante não são as correrias das festas de fim de ano e muito menos os fatos decorrentes do fim do ano civil, o verdadeiro sentido está no nosso coração – quando somos chamados a entrega-lo a Jesus como uma manjedoura.

Assim, aproveita se o fim do ano civil e início do ano litúrgico para que também nos cristãos busquemos mais vivenciar algumas práticas cristãs como:

  • Oração
  • Penitencia
  • Conversão

Tudo isso, para que possamos ser melhores pessoas, mais humanas e mais sensíveis as necessidades do próximo, já que quando fazemos algo solidário e caritativo estamos fazendo ao Cristo como relata o próprio Jesus através do evangelho de São Mateus, 25 – 34- 40 : “‘Vinde, benditos de meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo, 35.porque tive fome e me destes de comer; tive sede e me destes de beber; era pere­grino e me acolhestes; 36.nu e me vestistes; enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim’. 37.Os justos lhe perguntarão: ‘Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer, com sede e te demos de beber? 38.Quando foi que te vimos peregrino e te acolhemos, nu e te vestimos? 39.Quando foi que te vimos enfermo ou na prisão e te fomos visitar?’. 40.Responderá o Rei: ‘Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isso a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes.’”

Dessa forma, através da caridade a igreja nos ensina o quão cristão é se doar pelo próximo, que ao estarmos disponíveis para o próximo estamos na verdade disponíveis à Deus como Maria e Jose, Zacarias e Isabel e também Joao Batista

Equipe Mais de Deus

Veja também: