O Pe. Vicente de Paula Gomes, foi afastado de suas atividades sacerdotais pela Diocese de Assis, interior paulista.

O afastamento se deu pelo fato de que o “Padre celebrou um casamento gay e causa polêmica e revolta nas redes sociais”, foram inúmeras as reclamações dirigidas ao bispo diocesano Dom Argemiro de Azevedo.

Na ocasião o padre celebrou uma benção usando o rito católico romano do matrimonio, unindo o casal Luís Carlos e Claudinei Batista, em uma chácara da cidade, no último dia 07 de dezembro.

Assim, o Pe. Vicente teve a suspensão das suas atividades sacerdotais por tempo indeterminado, até que os fatos sejam averiguados e devidamente esclarecidos, podendo ainda, caso confirmado e atestado o mesmo pode se tornar perpetuo. Abaixo o decreto da cúria que decreta a suspensão de Ordem AD Cautelam

Padre afastado das atividades paroquiais

Para que nada possa atrapalhar os trabalhos e o padre não venha a sofre possíveis represálias, a diocese também afastou o Pe. Vicente de suas funções pastorais. Assim, assume a Paroquia Santo André, de Tarumã, o Pe. Orlando de almeida Alves como administrador paroquial.

Também a Paroquia de Nossa Senhora Aparecida em Assis, que receberia Pe Vicente, como novo pároco, ficará agora a espera de um novo padre para assumir a administração paroquial até que este imbróglio seja resolvido.

Equipe Mais de Deus

Leia também:

Padre celebra casamento gay e causa polêmica e revolta nas redes sociais