Papa-Francisco-14“A fé verdadeira é aquela que nos torna mais caridosos, mais misericordiosos, mais honestos e mais humanos. É aquela que anima os corações a amar a todos gratuitamente sem distinções, e sem preferencias. É aquela que nos faz ver no outro não um inimigo a ser derrotado, mas um irmão a ser amado, servido e ajudado”.

Em sua 18ª viagem pastoral, o Papa Francisco levou ao Egito uma mensagem de esperança e amizade para a Igreja Católicas Copta e também para a Igreja Ortodoxa Copta, ambas amedrontadas pelos recentes ataques de extremistas muçulmanos, no início da páscoa deste ano e que causou a morte de mais de 5 cristãos.

O Egito

 Vale lembrar que o Egito é um pais muçulmano com cerca de 92 milhões de pessoas e os cristãos são algo em torno de 10 à 15% da população.

Onde os Coptas são entre 10 e 15 milhões de habitantes e os Católicos Coptas 200 mil.

Foram 2 dias de uma programação intensa ecumênica, onde junto com o patriarca Tawadros II, da Igreja Copta, ambos passam a partir de agora reconhecer o batismo de ambas denominações.

Ainda no sábado Francisco disse: “Deus só aprecia a fé professada com a vida, porque o único extremismo permitido aos cristãos é o da caridade. Qualquer outro extremismo não provém de Deus nem Lhe agrada”… “Não tenham medo de amar a todos, amigos e inimigos, porque, no amor vivido, está a força e o tesouro do crente”.

Tais afirmações servem em muito para nós ocidentais pois também somos chamados a amar. Afinal de contas a mensagem do amor é universal e necessária a todos os homens.

Fonte: Youtube e Rádio vaticano.