O Papa Francisco fez uma doação de 100 mil euros ou 467 mil reais (29/11/19) para ajudar as vítimas do terremoto de 6,4 graus que atingiu a Albânia no último dia 25 de novembro.

O terremoto da Albânia

Considerado um dos mais violentos a atingir o pequenos pais dos Balcãs, cerca de 50 pessoas morreram e mais de 5.000 perderam suas casas em todo o pais.

Até a última sexta-feira (29/11), o número de feridos passava de 750 pessoas. As festividades da independência do pais 28 e 28 de novembro foram canceladas pois não havia o que comemorar

A Albânia é um pais de 28.748 km e uma população de cerca de 2,9 milhões de habitantes em 2019 e onde os cristãos representam cerca de 30% da população que durante anos foi uma ditadura comunista e cuja população não gosta de lembrar dos anos trágicos em que viveu.

A doação da Santa Sé, através do Papa Francisco faz se expressar a proximidade do papa com os Albaneses, o qual ele mesmo quis visitar em junho de 2014. Tanto assim, que na audiência geral de 27 de novembro, o Papa se expressou: “Gostaria de enviar saudações e minha proximidade ao querido povo albanês, que tanto sofreu nestes dias. A Albânia foi o primeiro país da Europa que eu quis visitar. Sou próximo às vítimas, rezo pelos falecidos, pelos feridos, pelas famílias. Que o Senhor abençoe este povo ao qual quero tão bem”.

Conferência Episcopal italiana também faz doação

A presidência da Conferência Episcopal Italiana destinou 500 mil euros (2,3 milhões de reais) às vítimas do terremoto que atingiu a Albânia, com epicentro próximo a Durazzo. O montante é proveniente dos fundos relativos a um imposto sobre renda, em vigor na Itália, conhecido como “8xmille”, que o Estado distribui em base às escolhas efetuadas nas declarações de renda.

A verba destinada à emergência na Albânia será efetuada através da Caritas Italiana que irá prestar contas ao Serviço para as Intervenções de Caridade em favor do Terceiro Mundo. A iniciativa irá ajudar de forma direcionada as carências em relação à alimentação e aos bens de primeira necessidade como vestuário, sacos para dormir, cobertores, kit de higiene pessoal e para recém nascidos.

As cidades mais atingidas são Durazzo e Thumane, a 40 Km ao norte de Tirana. A situação permanece crítica também em muitos outros centros, entre eles, Kruje, Lezhe, Lac, Lushnje, Fier e Tirana.

Equipe Mais de Deus

Fonte: Vatican News