CMIDefinitivamente o Papa Francisco tem se mostrado um grande promotor da unidade entre os cristãos, sua bandeira pela irmandade onde expressa com atos que todos somos filhos de um mesmo Deus.

Tem sido assim nos momentos chaves e significativamente histórico dos últimos anos:

2016 – Encontro histórico entre Francisco e Kirill: Em fevereiro de 2016, o Papa Francisco e o patriarca da Igreja Ortodoxa Russa Kiril tiveram um encontro histórico em Havana (Cuba), onde os líderes religiosos se reuniram depois de séculos. Esse encontro tem uma particularidade única, visto que os ortodoxos são divididos em patriarcados, onde cada um tem sua autonomia e o encontro entre Católicos romanos e Ortodoxos Russos era o mais esperado.

2016 – Jubileo dos 500 anos da Reforma protestante: Nesse ano o Papa Francisco participou das comemorações juntamente com os líderes da Igreja Luterana, dando um passo significativo para aproximação entre ambas denominações, visto que, a igreja Luterana é uma vertente do catolicismo.

 

2017 – Jubilo dos 50 anos da Renovação Carismática Católica: Na oportunidade o Papa Francisco solicitou ao Conselho Mundial da RCC, que fossem convidados membros de Igrejas Evangélicas e Pentecostais. Para quem não se lembra a RCC, surgiu em 1967, num retiro onde jovens católicos da Universidade do Espirito Santo de Duquesne, foram batizados no Espirito Santo, graças a imposição de mãos de irmãos pentecostais.

 

2018 – Comemoração dos 70 anos do CMI: O Papa Francisco anunciou que fará uma visita ao Conselho Mundial de Igrejas (CMI) no dia 21/06. A igreja Católica não é um membro do conselho, todavia, frequentemente envia observadores aos encontros do conselho em Genebra (Suíça).

A visita de Francisco é tão importante que o secretário-geral do CMI, Olav Fykse Tveit, declarou em entrevista a seguinte frase: “A visita do Papa Francisco nesta peregrinação ecumênica ao CMI em nosso 70º aniversário é um marco histórico na busca da unidade dos cristãos e da cooperação entre as igrejas para um mundo com paz e justiça”. Sob o lema “Andando, rezando e trabalhando juntos”, Francisco viaja até Berna coroando os esforços de membros do CMI desde a posse do papa argentino.

Abaixo anotamos a agenda papal para o dia 21/06/18 em Genebra Suíça.

Quinta-feira, 21 de junho de 2018

08:30 Partida de avião de Roma / Fiumicino para Genebra

10:10 Chegada ao Aeroporto Internacional de Genebra Cerimônia de boas-vindas

10:30 Reunião privada com o Presidente da Confederação Suíça em um salão do aeroporto

11:15 Oração Ecumênica no Centro Ecumênico do CMI 12:45 Almoço com a liderança do CMI no Bossey Ecumenical Institute

15:45 Encontro Ecumênico no Centro Ecumênico do CMI

17:30 Missa no Palexpo

19:15 Adeus dos Bispos e colaboradores das Pontifícias Representações na Suíça

19:45 Licença oficial no Aeroporto Internacional de Genebra

20:00 Partida de avião para o aeroporto de Roma / Ciampino

21:40 Chegada ao aeroporto de Roma / Ciampino

Que este encontro sirva para aproximar ainda mais os cristãos.

Equipe Mais de Deus.

Fonte: Boletim da Sala de Imprensa da Santa Sé

Veja também: