Comunhão dos Apóstolos (1512), Luca Signorelli

Comunhão dos Apóstolos (1512), Luca Signorelli

A missão dos apóstolos foram divididas em duas distintas orientações de Jesus:

  • O que Jesus propõe que os Apóstolos deveriam fazer e
  • Quais deveriam ser seus cuidados nos primeiros anos do cristianismo.

Assim, a ministração do evangelho de Jesus, bem como o inicio da vida publica dos apóstolos se basearam no que está escrito nos evangelhos:

  • São Mateus 10, 5-14: “Jesus enviou em missão, após lhes ter dado as seguintes instruções: Não ireis ao meio dos gentios nem entrareis em Samaria”.
    • ELES DEVIAM PREGAR AOS DESVIADOS: “ide antes às ovelhas que se perderam da casa de Israel. Por onde andardes, anunciai que o Reino dos céus está próximo”.(Mateus 10, 6-7)
    • Apelo aos Apóstolos (1481), Antonio Arias

      Apelo aos Apóstolos (1481), Antonio Arias

      ELES DEVIAM PROMOVER CURAS E MILAGRES: “Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. (Mateus 10, 8a)

    • ELES NÃO DEVIAM COBRAR POR SEUS DONS: “Recebestes de graça, de graça dai”! (São Mateus 10, 8b.)
    • ELES DEVIAM CONFIAR NA PROVIDENCIA DIVINA: “Não leveis nem ouro, nem prata, nem dinheiro em vossos cintos, nem mochila para a viagem, nem duas túnicas, nem calçados, nem bastão; pois o operário merece o seu sustento. (São Mateus 10, 9-10)
    • NÃO DEVIAM SE ENVOLVER COM PESSOAS DE ATITUDES E/OU ATIVIDADES ESCUSAS: “Nas cidades ou aldeias onde entrardes, informai-vos se há alguém ali digno de vos receber; ficai ali até a vossa partida. (São Mateus 10, 11)
    • ELES DEVIAM PROPAGAR A PAZ: “Entrando numa casa, saudai-a: Paz a esta casa. Se aquela casa for digna, descerá sobre ela vossa paz; se, porém, não o for, vosso voto de paz retornará a vós”. (São Mateus 10, 12-13)
    • AS ATITUDES QUE ELES DEVIAM TER COM QUEM NEGAR O EVANGELHO: “Se não vos receberem e não ouvirem vossas palavras, quando sairdes daquela casa ou daquela cidade, sacudi até mesmo o pó de vossos pés.” (São Mateus 10, 14)
  • São Marcos 6, 7-13 – “Então chamou os Doze e começou a enviá-los, dois a dois;
    • ELES TINHAM AUTORIDADE ESPIRITUAL: “e deu-lhes poder sobre os espíritos imundos”. (São Marcos 6, 7c)
    • A PROVIDÊNCIA DIVINA : “Ordenou-lhes que não levassem coisa alguma para o caminho, senão somente um bordão; nem pão, nem mochila, nem dinheiro no cinto; como calçado, unicamente sandálias, e que se não revestissem de duas túnicas. E disse-lhes: Em qualquer casa em que entrardes, ficai nela, até vos retirardes dali. (São Marcos 6, 8-10)
    • AS ATITUDES QUE ELES DEVIAM TER COM QUEM NEGAR O EVANGELHO: “Se em algum lugar não vos receberem nem vos escutarem, saí dali e sacudi o pó dos vossos pés em testemunho contra ele. (São Marcos 6, 11)
    • DEVIAM CONVIDAR AS PESSOAS AO ARREPENDIMENTO: Eles partiram e pregaram a penitência. (São Marcos 6, 12)
    • DEVIAM LIBERTAR DAS GARRAS DO INIMIGO: Expeliam numerosos demônios, (São Marcos 6, 13a.)
    • DEVIAM UNGIR E CURAR: ungiam com óleo a muitos enfermos e os curavam.” (São Marcos 6, 13b)
  • São Lucas 9, 1-5 – “Reunindo Jesus os doze apóstolos, deu-lhes poder e autoridade sobre todos os demônios, e para curar enfermidades.
    • ELES DEVIAM PREGAR O REINO DE DEUS: “Enviou-os a pregar o Reino de Deus…” (São Lucas 9, 2)
    • ELES DEVIAM PROMOVER CURAS: “a curar os enfermos. ” (São Lucas 9, 2)
    • ELES DEVIAM VIVER DA PROVIDENCIA: “Disse-lhes: Não leveis coisa alguma para o caminho, nem bordão, nem mochila, nem pão, nem dinheiro, nem tenhais duas túnicas”. (São Lucas 9, 3)
    • ELES DEVIAM PROPAGAR A PAZ: “Em qualquer casa em que entrardes, ficai ali até que deixeis aquela localidade”. (São Lucas 9, 4)
    • AS ATITUDES QUE ELES DEVIAM TER COM QUEM NEGAR O EVANGELHO 3: “Onde ninguém vos receber, deixai aquela cidade e em testemunho contra eles sacudi a poeira dos vossos pés.” (São Lucas 9, 5)

 

Os apóstolos  e o  Didaque

Após a ressurreição de Jesus, os apóstolos se organizaram e a partir da vinda do Espirito Santo no cenáculo, a igreja começa a ser organizada e surge entre os cristãos a “Instrução dos 12 Apóstolos” também conhecido como “Didaque” conforme relata o livro dos Atos dos Apóstolos 2, 42: “Perseveravam eles na doutrina dos apóstolos, na reunião em comum, na fração do pão e nas orações.”  Além disso, outros historiadores seculares relatam a existencia de uma organização dos cristãos como:

  • Narrativa de Luciano de Samósata -filósofo grego do século 2.

    “Os Cristãos, …eles foram ensinados por seu legislador original que são todos irmãos a partir do momento em que são convertidos e negam os deuses da Grécia, adoram o sábio crucificado e vivem de acordo com suas leis. Tudo isso eles levam muito em fé, …”

  • Narrativa de Plínio, o jovem – enviada a Trajano, imperador de Roma entre 98 e 117 D.C.

    “Afirmaram, no entanto, que toda a sua culpa, ou o seu erro, foi que tinham o hábito de reunião em um determinado dia fixo antes do amanhecer do dia, quando cantavam em versos alternados um hino a Cristo, como a um deus, e vincularam-se por um juramento solene, não a qualquer maldade, mas a nunca cometer qualquer fraude, roubo ou adultério, nunca falsificar a sua palavra, nem deixar de entregar uma relação de confiança quando necessário; após essa reunião, era o seu costume se separar para então se reunir novamente e dividir os alimentos – mas a comida de um tipo comum e inocente…”  (Plínio, Epístola 96).

Você pode ver outros relatos históricos sobre a existência de Jesus e os cristãos, acessando “Existem provas históricas da existência de Jesus Cristo?”

Veja também:

Referências:

  • Fotos: Artbible
  • Livros:Bíblia Católica, Catecismo da Igreja Católica, Dicionário Bíblico e Youcat.
  • Site:Wikipédia