in-640517_640Muitos cristãos separados e até mesmo alguns católicos de nome, pensam que a quarta-feira de cinzas é um dia de pedir perdão pelos excessos cometidos nos dias de folia.

A quarta-feira de cinzas é um dia importante dentro do tempo litúrgico da Igreja Católica, pois marca o início da quaresma, que se configura um tempo especial, onde cada cristão é chamado a viver um ‘retiro’ particular de quarenta dias, em que os católicos e algumas outras igrejas e comunidades cristãs se dedicam ao crescimento espiritual e busca pela conversão, através da oração e da penitência em preparação para a Páscoa.

É também um dia onde se convida as práticas do Jejum e da abstinência.

Antigamente as cinzas, que são o símbolo marcante deste dia, eram destinadas apenas a alguns pecadores públicos. No entanto, no século 11, o papa Urbano II, estendeu o gesto para todos os fiéis, com o intuito de que fosse um sinal visível para um tempo de conversão que se inicia.

As cinzas que o sacerdote ou ministro ordenado impõem nesse dia sobre os fiéis, são oriundas dos ramos usados no domingo de ramos do ano anterior e são aplicadas juntamente com um chamado individual para cada cristão: “Convertei-vos e crede no evangelho”

Vale lembrar que no Brasil, a quarta-feira de cinzas não marca apenas o início da quaresma, marca também o início da reflexão da Campanha da fraternidade:

Que neste ano nos convida a refletir sobre a criação e os ecossistemas do Brasil, no qual o Papa Francisco lembra que somos corresponsáveis com a criação”.

Acesse esses dois links e saiba mais sobre estes importantes assuntos nos quais somos também corresponsáveis.

Ricardo Mari e Equipe Mais de Deus