Saudar-se---abraço

Dia 22 de Maio – dia do abraço

Atualmente é possível perceber que as pessoas estão cada vez mais egoístas e distantes umas das outras; mas, mesmo assim cobram e exijam das outras pessoas atitudes cristãs, comunitárias e humanas.

A sociedade “moderna” deste século, está doente, vive cada vez mais uma exterioridade artificial e cada vez menos encontramos atitudes naturais, por conta da insegurança e das desconfianças nas pessoas.  O simples ato de deixar de se saldar são os reflexos de uma sociedade que esta adoecendo e que tem algo errado.

Assim, quando dizemos: “Deixe transparecer o que há de melhor em você”, parece que estamos pedindo algo, extremamente complicado e difícil, por conta da mudança de conduta das pessoas.

Veja que as novas gerações se saúdam pouco e menos ainda as pessoas idosas. É muito difícil ver crianças dizer bom dia, boa tarde, boa noite.

Um amigo russo certa vez me perguntou o motivo de eu perguntar se ele estava bem, já que tinha feito esta pergunta no dia anterior.

O medo das relações

Deixar de se saudar é como dizer estou no meu canto, fique no seu também. Um reflexo de uma tristeza que pode estar dominando seu interior. Encontramos cada vez mais pessoas fechadas em si mesmas, pensando nos seus problemas, envolvidas em suas preocupações.

Muitos não saudam os outros para não ter proximidade, alguns chefes não saudam os subalternos para mostrar quem é quem na hierarquia. Estamos para produzir e não para nos confraternizarmos. Quantos são os que não se saudam por que não querem se expor com os outros, com medo de se relacionar e se comprometer com o próximo.

 

Atitude cristã

A saudação é um diferencial do cristão, pois demonstra uma preocupação pelo outro.

Saudar-se é abrir-se para o outro. É um dos mais belos gestos de cordialidade. É dizer que estou aqui, que pode contar comigo. Um abraço pode ser terapêutico, alem de mostrar familiaridade entre as pessoas.

A saudação é uma maneira de comunicar-se com o outro. Um simples sorriso, um aperto de mão, um olhar amigo, um aceno, um bom dia é mais que um gesto, é amor.

Precisamos romper com essa malcriação do mal que tem contaminado as nossas relações, fomos feitos para se comunicar e se relacionar, todos gostamos de ser saudados, cumprimentados e valorizados. A coisa mais gostosa é ser valorizado, lembrado e amado.

Então é hora de saudar mais, de sorrir mais, de olhar mais, de viver mais e comunicar-se mais com todos que pudermos encontrar. A bíblia é clara ao expressar o quanto Deus se alegra com o relacionamento entre as pessoas, “Oh, como é bom, como é agradável para irmãos unidos viverem juntos.” (Salmo 132, 1)

Equipe Mais de Deus

Obs.: Dia 22 de maio de abraço – uma ótima oportunidade para darmos um abraço, exitem inúmeras pessoas que não abraçam mas que queriam muito um mero e simples abraço. Pense nisso!