Papa-Francisco-e-McCarrickTheodore McCarrick, ex-cardeal católico nos Estados Unidos foi oficialmente expulso no último sábado (16/02). Em comunicado o Vaticano considerou Theodore culpado por ter infringido o 6º mandamento – não cometeras adultério – somado a isso, pesa o agravante de ter assediado menores e até mesmo adultos, em uma total demonstração de abuso de poder.

A medida histórica na Igreja, mostra a disposição da igreja em limpar o que está errado e, não mais, jogar nenhum tipo de sujeira sobre o tapete.

Sobre o ex-cardeal pesam as acusações de abusar de 3 menores e de assediar padres e seminaristas adultos. Por vários anos o ex-cardeal foi considerado pessoa chave e de livre acesso nos corredores do Vaticano; no entanto, McCarrick passou de homem influente a persona non grata. Sua situação era tão insustentável que por causa dele o Papa Francisco foi colocado em uma situação extremamente constrangedora, quando em 2018, o “Arcebispo italiano pediu a renúncia do Papa Francisco”.

A igreja verdadeiramente está disposta a mudar e impedir que abusos dessa ordem voltem a acontecer, “Contra o abuso de crianças papa convoca cúpula de bispos para esta semana”, mais precisamente para os dias 21 e 24 de fevereiro bispos de várias partes do mundo se reunirão no Vaticano para analisar a responsabilidade que pesa sobre os líderes da Igreja que escondem de modo conivente casos de abusos e agressões sexuais a menores por parte do clero.

Equipe Mais de Deus

Leia também: