EbolaMais uma vez o Congo é alvo de um novo surto de febre hemorrágica – Ebola. Confirmada nesta semana pelo Ministério da Saúde do pais africano e pela organização Médicos Sem Fronteiras, a Epidemia de Ebola, já matou 17 pessoas e colocou em alerta a população.

Situada no noroeste do pais, a província do Equador, onde foi diagnosticada a doença, possui uma população de cerca de 1.7 milhões de habitantes e sua rede de saúde não é a mais moderna do pais, o que dificulta um pouco a ação dos médicos que tentam isolar a doença a fim de que ela não se espalhe.

Além do Congo, também foram detectados focos de ebola em Guiné, Libéria e Serra Leoa. O que coloca ainda mais preocupação quanto à possibilidade de a doença cruzar as fronteiras e se espalhar pela costa atlântica da África.

No Congo, a crise do ebola parece não ter fim desde 1976 até agora já aconteceram 9 surtos da doença causando mais de 10 mil mortes, ao longo desses 42 anos.

O ebola

Provocada pelo ebolavírus, é uma doença que atinge os seres humanos, sendo fatal entre 50 e 90% dos casos. Os sintomas da doença se manifestam em duas ou três semanas após se contrair o vírus, e podem ser divididos em 4 fases:

1ª FASE – (De 7 a 9 dias) na primeira fase se desatacam os seguintes sintomas:

  • Febre,
  • Inflamação da garganta,
  • Dores musculares e.
  • Dores de cabeça.

2ª FASE – (10º dia) – evolução da fraqueza

  • Vômitos,
  • Diarreia e
  • Exantema (erupções cutâneas avermelhadas pelo corpo).

3ª FASE – (11º dia) – estagio do sangramento

  • Danos no cérebro,
  • Sangramentos do nariz, boca e anus.

4ª FASE – (12º dia) – estágio final

  • Falha dos órgãos,
  • Coma,
  • Choque,
  • Hemorragia interna e
  • Morte.

Contagio

Não se tem notícia de contagio pelo ar, a maneira mais comum de contagio é pelo contato com fluidos biológicos da pessoa (espirro, saliva e até suor) ou animal infectado (no caso dos animais está a possibilidade de ingestão de carne malcozida – principalmente de animais selvagens).

Equipe Mais de Deus