O presidente Michel Temer, não foi bem acolhido ao fazer uma visita as vítimas do prédio que desabou em São Paulo. No momento em que concedia uma entrevista coletiva em uma rua próxima a tragédia, o presidente foi confrontado por populares que o chamavam de golpista e outras palavras mais duras.

A situação estava se tornando desconfortante para o presidente, até que um um policial se aproximou, interrompeu a entrevista e solicitou ao presidente que saísse do local. Enquanto caminhava para o carro, pessoas ligadas ao MST, proferiam xingamentos e atiravam objetos em direção ao presidente.

A bem da verdade, é obvio que não foi uma boa ideia levar o presidente num local onde a maior parte dos vitimados, se não todos, são membros do MST/MTST (Movimento dos Sem Teto e Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), partidários do ex-presidente Lula e da ex-presidente Dilma. E que acusam o presidente Temer de ser um dos articuladores do suposto golpe tramado contra a ex mandatária do pais Dilma Rousseff. Ignorando que Temer foi eleito para assumir o pais em uma possível ausência da presidente.

Equipe Mais de Deus

  • Referencias e fotos: You tube

Leia também: