pacientes foram levados para as ruas

Se já não bastasse a precariedade do atendimento da saúde, a cidade do Rio de Janeiro enfrentou nesta quinta-feira, 12/09, um grave incêndio em um hospital da região do Maracanã, zona norte carioca.

O incêndio no hospital Badim, pertencente a Rede D’Or, provocou a morte de 11 pessoas e cerca de 8 pessoas internadas em outros centros, com graves queimaduras nas vias respiratórias.

Era começo da noite, por volta das 18hs, quando um curto circuito em um dos geradores do hospital deu início ao incêndio causando pânico aos internos, pacientes e acompanhantes. No momento do incêndio haviam cerca de 103 internos no hospital.

As pessoas foram sendo evacuadas do hospital e conforme iam descendo, levavam tudo que podiam para a rua: remédios, roupas de cama, macas, cadeiras de rodas e muitos equipamentos e instrumentos de atendimento foram retirados para que não se perdessem.

O caos foi armado na região do hospital, mas em meio a tragédia um grande mutirão de pessoas foi se formando para tentara amenizar o sofrimento dos pacientes:

  • Moradores vizinhos do hospital,
  • Pessoas das redondezas,
  • Funcionários e até mesmo
  • Pessoas de outros hospitais se ajuntaram ao mutirão de ajuda.

Através das redes sociais eram pedidos agua para serem levadas no local, afim de que as pessoas pudessem ser hidratadas.

E aos poucos os pacientes foram sendo transferidos para outros hospitais da região. Infelizmente os 11 mortos eram na maioria de pacientes que se encontravam na CTI e eram as pessoas que requeriam de mais atendimento.

Oremos pelas vítimas e seus familiares!

Equipe Mais de Deus