dom Ladaria

Dom Luis Ladaria – prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé

No último dia 30/05, o prefeito para a Congregação para a Doutrina da Fé (a mesma que está analisando o caso do drone de Sorocaba – “Congregação para a Doutrina da Fé’ poderá analisar o caso do drone eucarístico de Sorocaba”), Dom Luis Ladaria, concedeu uma entrevista ao jornal L’Osservatore Romano, disse que é preciso conhecer os mandamentos do Senhor e segui-los.

E afirmou que, diante disso, a ordenação clerical dentro da igreja é uma verdade pertencente ao deposito da fé que não pode ser alterada. Cristo quis dar este sacramento aos doze apóstolos, todos homens que, por sua vez, comunicaram isso a outros homens.

Proferiu as falas papais

Lembrando ainda uma fala de São João Paulo II e a “Ordinatio Sacerdotalis“, de 22 de maio de 1994: “Para que seja excluída qualquer dúvida em assunto da máxima importância, que pertence à própria constituição divina da Igreja, em virtude do meu ministério de confirmar os irmãos (cf. Lc 22,32), (…) a Igreja não tem absolutamente a faculdade de conferir a ordenação sacerdotal às mulheres, e que esta sentença deve ser considerada como definitiva por todos os fiéis da Igreja”.

Antes de finalizar a questão, trouxe a luz uma outra fala do Papa Bento XVI que, na missa crismal de 5 de abril de 2012, que João Paulo II “declarou irrevogavelmente” que a Igreja em relação à ordenação de mulheres “não tinha autorização do Senhor”. E se perguntou depois sobre alguns que não aceitavam essa doutrina:

“A desobediência é realmente um caminho? Podemos perceber nisso algo da conformação a Cristo, que é o pressuposto de toda verdadeira renovação, ou melhor, apenas o desesperado impulso de fazer algo, transformar a Igreja segundo nossos desejos e nossas ideias?”

O Papa Francisco em sua Exortação Apostólica Evangelii gaudium, reafirmou que “o sacerdócio reservado aos homens, como sinal de Cristo esposo consagrado na Eucaristia”, e chamado a não interpretar esta doutrina como expressão de poder, mas serviço, de modo que se perceba melhor a igual dignidade de homens e mulheres no único corpo de Cristo (N 104).

Bem como a lembrança de São Joao Paulo II, feita pelo Papa Francisco no voo de regresso da viagem apostólica à Suécia, em 1° de novembro de 2016, o qual reiterou: “Sobre a ordenação de mulheres na Igreja Católica, a última palavra clara foi dada por São João Paulo II, e essa permanece”.

O que define que a possível ordenação de mulheres na Igreja Católica, não se dará com o Papa Francisco.

Equipe Mais de Deus

Referencias:

  • Fonte: L’Osservatore Romano
  • Foto: Vatican

Veja também: