O respeito entre as pessoas é o ponto alto da vida humana.

O respeito é o que garante o equilíbrio dos relacionamentos, impedindo erros e permitindo a boa convivência entre as pessoas, independente de situações e acontecimentos. Entre casais isso não foge à regra e faz parte das obrigações conjugais.

A bíblia trata desse assunto em Efésios 5, 33: “Em resumo, o que importa é que cada um de vós ame a sua mulher como a si mesmo, e a mulher respeite o seu marido.” Na verdade, o capitulo 5, do versículo 21 ao 33, fala sobre essa relação de respeito, cumplicidade e amor.

Todavia, quando a bíblia fala no versículo 22: “As mulheres sejam submissas a seus maridos, como ao Senhor”; essa submissão, para muitas pessoas, em especial as mulheres, é interpretada como uma depreciação da sua pessoa, não entendendo que essa submissão nada mais é do que o respeito.

Desde os primórdios, quando o homem foi instituído como chefe e provedor da casa e como a figura mais “forte”, ele necessita desse respeito para sua satisfação, e isso lhe faz bem; de maneiras inversas, mas com sentido parecido, é como a mulher imagina ou necessita ser amada pelo seu cônjuge e quer ser correspondida. Quando isso acontece, traz para ela uma sensação de vitória, alegria e satisfação.

O respeito, de ambos os lados, é primordial para que os casais vivam o amor e a intensidade de uma vida feliz. O amor manifesto pelo homem num relacionamento proporciona o respeito da sua esposa e isso é Ser Mais de Deus; na contrapartida, o respeito dedicado por parte da mulher ao homem é retribuído com amor, e isso também é Ser Mais de Deus.

Essa contabilidade que muitos casais não sabem computar no seu dia a dia é muito parecida com a contabilidade de Deus que nos ensina a dar para receber. E é isso que vai possibilitar uma relação fiel e duradoura.

Ser Mais de Deus é algo fantástico que quando compreendido tem a capacidade de mudar o mundo ao nosso redor. Leia e medite Efésios 5, 21-33.